Foto: Honoris Causa

A atribuição do título de Doutor Honoris Causa pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro tem contemplado personalidades eminentes que se distinguiram pelo seu percurso de vida em domínios fundamentais para a sociedade, em atividade académica, e científicas, cultural, política, económica ou cívica. Contribuiram, para o prestígio e engrandecimento dessas atividades, também para o reconhecimento da própria Universidade na atenção que presta às grandes temáticas da sociedade e seus protagonistas.

Com esse espírito, a UTAD orgulha-se do seu painel de Doutores Honoris Causa, onde constam personalidades como Franciscus Maria Lubbers (antigo Primeiro-Ministro Holandês), António Lobo Antunes (escritor), Wei Zhao (Reitor da Universidade de Macau), Francisco Javier Olazabal (empresário), Manoel de Oliveira (cineasta), Luís Valente de Oliveira (académico e antigo governante), Luís Garcia Braga da Cruz (antigo presidente da CCDR-N) João Rosas Nicolau de Almeida (enólogo), Fernando Santos (selecionador nacional) o Comité Olímpico de Portugal, Miguel Cadilhe (antigo governante) e Alberto Feijóo (vice-presidente da Junta da Galiza).

 


foto de Alberto Núñez Feijóofoto de Alberto Núñez Feijóo
Alberto Núñez Feijóo

14 de dezembro de 2017

Área de Direito

Nota Biográfica:

Natural de Ourense, construiu um percurso notável na vida pública, até à sua eleição como Presidente da Junta da Galiza. É licenciado em Direito pela Universidade de Santiago de Compostela e está ligado à administração autonómica desde 1985, onde ingressou como membro do Corpo Superior da Administração Geral da Junta. Desempenhou posteriormente altos cargos diretivos em diversos ramos da administração galega, destacando-se como presidente da Sociedade Estatal de Correios e Telégrafos S.A. e como conselheiro de Política Territorial, Obras Públicas e Habitação. Em 2003 foi distinguido com a Grã Cruz de Isabel a Católica. Nomeado vice-presidente da Junta da Galiza em 2004, foi eleito presidente em 2009.

Video da Cerimónia: [VER]

 

foto de miguel cadilhefoto de miguel cadilhe
Miguel José Ribeiro Cadilhe

24 de março de 2017

Área da Economia

Nota Biográfica:

Miguel José Ribeiro Cadilhe nasceu em Barcelos, fez escola e liceu na Póvoa de Varzim e estudou na Faculdade de Economia da Universidade Porto, onde também desempenhou atividade docente. Em 1973 ingressou no Banco Português do Atlântico, onde dirigiu o Gabinete de Estudos Económicos. Presidiu a várias empresas e instituições. Foi secretário de Estado do Planeamento em 1980 e ministro das Finanças entre fins de 1985 e inícios de 1990. Como presidente da Fundação Rei Afonso Henriques lançou a candidatura do Alto Douro Vinhateiro a Património Mundial. Recebeu diversos prémios escolares e profissionais e foram-lhe atribuídas as grãs-cruzes das ordens do Mérito de Portugal e do Cruzeiro do Sul do Brasil e a Medalha de Mérito, grau ouro, da cidade do Porto. Atualmente colabora com entidades ligadas à cultura, desempenha funções de consultoria financeira e é presidente do Conselho de Curadores da Universidade do Porto.

Video da Cerimónia: [VER]

 

foto de fernando santosfoto de fernando santosFernando Manuel Fernandes da Costa Santos

18 de novembro de 2016

Área de Desporto

Nota Biográfica:

Formou-se como Engenheiro Técnico de Eletrónica e Telecomunicações em 1977, pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa e foi Diretor dos Serviços Técnicos no Hotel Palácio Estoril entre 1981 e 1998. Iniciou a sua carreira de jogador no Operário da Graça em 1970/71. Depois, seguiram-se Desportivo da Graça, Sport Lisboa e Benfica, Estoril, Marítimo, novamente Estoril, de 80/81 até Fevereiro de 1987, altura em que assumiu a condição de treinador, tendo conduzido a equipa primeiro à divisão de Honra e depois ao escalão principal do futebol português. Depois de quatro temporadas no Estrela da Amadora, onde levou o clube à melhor classificação de sempre na 1ª divisão, mudou-se para o Futebol Clube do Porto em 1998, tendo conquistado o título nacional logo na sua primeira época. Em 2001 rumou à Grécia, onde treinou o AEK e o Panathinaikos. Regressou a Portugal 2003 para treinar o Sporting Clube de Portugal. Em 2004 voltou ao AEK, tendo conduzido o clube ao apuramento para a Liga dos Campeões. Em 2006 regressou ao Benfica, tornando-se no primeiro técnico português, e o terceiro a nível mundial, a comandar as equipas de futebol dos três principais clubes portugueses. De volta à Grécia em 2007, treinou o PAOK e em 2010 aceitou o convite para orientar a seleção helénica. Em setembro de 2014 foi apresentado como treinador da seleção portuguesa, conseguindo a qualificação para o EURO 2016. Em 2016, sob a sua liderança técnica, a seleção nacional sagrou-se campeã europeia.

Video da Cerimónia: [VER]

 

foto de joão nicolau de almeidafoto de joão nicolau de almeidaJoão Rosas Nicolau de Almeida

29 de maio de 2015

Área da Enologia

Nota Biográfica:

Diplomou-se em Enologia Química Agrícola e Provas pela Universidade de Bordéus. Foi um dos pioneiros dos estudos de microvinificação monovarietais e da introdução do sistema de vinha ao alto no Douro. Atualmente é enólogo diretor e administrador delegado da empresa Ramos Pinto, pertencente ao grupo internacional Roederer. Tem recebido as maiores distinções, entre as quais se salienta a atribuição de prémio de enólogo do ano pela revista Wine & Spirits, em 1998. Teve grande influência no desenvolvimento dos vinhos de denominação Douro criando em 1990 o Duas Quintas. É considerado um dos mais brilhantes Enólogos portugueses.

Video da Cerimónia: [VER]

 

foto de Luís Garcia Braga da Cruzfoto de Luís Garcia Braga da CruzLuís Garcia Braga da Cruz

9 de maio de 2015

Serviços relevantes prestados ao país e, em particular, à região Norte

Nota Biográfica:

Engenheiro Civil pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (1965), onde foi Professor Catedrático Convidado. Atualmente é Presidente da Fundação de Serralves e do Centro Português de Fundações. Foi Presidente da Comissão de Coordenação da Região Norte (1986/1995 e 1996/2001); Presidente da AREV – Assembleia das Regiões Europeias Vitivinícolas (1998/2001); Presidente da ENERNOVA, Novas Energias S.A. do Grupo EDP; Ministro da Economia no XIV Governo Constitucional. Foi eleito deputado à Assembleia da República na 10.ª legislatura. Foi Presidente do Conselho Geral da Universidade do Minho (2009/2013).

Video da Cerimónia: [VER]

 

foto do Comité Olímpico de Portugalfoto do Comité Olímpico de PortugalComité Olímpico de Portugal

23 de junho de 2014

Área do Desporto

Nota Biográfica:

O Comité Olímpico de Portugal (COP), fundado em 26 de outubro de 1909, é uma instituição de utilidade pública, com personalidade jurídica e natureza associativa, de duração ilimitada, constituída de harmonia com as normas estabelecidas pelo Comité Olímpico Internacional (COI).
O COP rege-se pelos seus Estatutos, elaborados de acordo com os princípios da Carta Olímpica, pelos Regulamentos aprovados em Assembleia Plenária e, supletivamente, pelas normas do Código Civil aplicáveis às associações.  

Discursos da Cerimónia: [Reitor] | [Padrinho] | [Doutorando]
Videos da Cerimónia: [vídeo completo] [vídeos de depoimentos]

 

foto de Luís Francisco Valente de Oliveirafoto de Luís Francisco Valente de OliveiraLuís Francisco Valente de Oliveira

14 de junho de 2013

Área de Engenharia Civil

Nota Biográfica:

Luis Francisco Valente de Oliveira nasce em S. João da Madeira em 1937. Licencia-se em Engenharia Civil na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto em 1961 e obtém o grau de Doutor em Engenharia Civil pela mesma Universidade em 1973. Em Haia (Holanda) frequenta o Institute of Social Studies onde obtém o Diploma de Planeamento do Desenvolvimento Regional (1969) e o grau de Master of Science em Planeamento de Transportes no Imperial College, da Universidade de Londres (1971). Professor Catedrático na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, entre 1980 e 1997, desempenhou diversos cargos como: Presidente da Comissão de Coordenação da Região do Norte (1979/85); Ministro da Educação e Investigação Científica (1978/79); Ministro do Planeamento e Administração do Território (1985/95); Ministro das Obras Públicas, Transportes e Habitação (2002/03). No Banco Mundial foi responsável pela preparação, negociação e execução do Programa de Desenvolvimento Integrado de Trás-os-Montes e Alto-Douro. Condecorado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo (Portugal – 2004); Grã-Cruz da Ordem do Infante (Portugal – 1980); Grã-Cruz da Ordem do Cruzeiro do Sul (Brasil – 1987) e Grã-Cruz da Ordem de Honra (Grécia – 2002). Possui, ainda, os graus de Comendador da Ordem da Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa de Portugal (Portugal – 2002) e de Chevalier de la Légion d’Honneur (France – 2008). É membro da Academia de Engenharia; membro – Conselheiro da Ordem dos Engenheiros; Presidente do Conselho de Fundadores da Casa da Música; membro do Conselho Directivo FLAD – Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento; membro não-executivo do Conselho de Administração da Mota Engil, SGPS, S.A.; Presidente do Conselho Fiscal da EFACEC, SGPS, S.A. Foi Administrador da Fundação AEP e, em 2013, é Coordenador Europeu das Auto-Estradas da Mar.

Vídeo da Cerimónia: [VER]

 

foto de Manoel Cândido Pinto de Oliveirafoto de Manoel Cândido Pinto de OliveiraManoel Cândido Pinto de Oliveira

8 de fevereiro de 2012

Área de Cinema

Nota Biográfica:

Manuel Cândido Pinto de Oliveira nasce no Porto a 11 de Dezembro de 1908. Faz os primeiros estudos no Colégio Universal, no Porto, e no Colégio Jesuíta de La Guardia, Galiza. Ganha notoriedade como desportista de ginástica, natação, atletismo e automobilismo. Com vinte anos, frequenta a Escola de Atores de Cinema, fundada por Rino Lupo, participando como figurante no filme Fátima Milagrosa (1928). Por esta altura compra uma máquina Kinamo com a qual começa a filmar Douro, Faina Fluvial cuja estreia, a 21 de Setembro de 1931, desperta violentas reacções dos nossos críticos e elogios dos estrangeiros no V Congresso Internacional da Crítica. Em 1933, participa como actor na Canção de Lisboa, de Cottinelli Telmo. Passado um ano estreia além-fronteiras a versão sonora de Douro Faina Fluvial, que o consagra como cineasta. Mantêm uma colaboração regular com os seus atores preferidos: Luís Miguel Cintra, Leonor Silveira, Ricardo Trêpa, Leonor Baldaque, Diogo Dória, Rogério Samora, Miguel Guilherme, Isabel Ruth, Catherine Deneuve, Marcello Mastroianni, John Malkovich, Michel Piccoli, Irene Papas, Chiara Mastroianni, Lima Duarte ou Marisa Paredes. Com uma filmografia longa com inúmeros prémios internacionais, Manoel de Oliveira é o cineasta a quem chamam de O MESTRE.

Video da Cerimónia: [VER]

 

foto de Francisco Javier Olazabal Rebelo Valentefoto de Francisco Javier Olazabal Rebelo ValenteFrancisco Javier Olazabal Rebelo Valente

3 de junho de 2011

Área de Cinema

Nota Biográfica:

Francisco Javier Olazabal Rebelo Valente nasceu a 23 de maio de 1938, no Porto. É licenciado em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto. Foi administrador-delegado da Sociedade dos Vinhos do Porto Constantino e Adjunto da Administração de A. A. Ferreira, S.A. (Casa Ferreirinha), empresa-mãe do Grupo. Sucede seu pai na Presidência de A. A. Ferreira, S.A. Em 1987 a empresa A. A. Ferreira é adquirida pelo Grupo Sogrape, mas permanece na Administração de A. A. Ferreira como Presidente. Assume em 1989 a Presidência da Sogrape Distribuição, S.A. Em 1994 adquire com os três filhos a Quinta do Vale Meão, em Vila Nova de Foz Côa, fundada pela sua trisavó Antónia Adelaide Ferreira (a Ferreirinha da Régua). Em 1998 dedica-se à criação e comercialização dos vinhos com seu filho, o enólogo Francisco de Olazabal Nicolau de Almeida, cujos vinhos têm recebido inúmeros prémios. Em 2001 é eleito Chanceler da Confraria do Vinho do Porto, cargo que exerceu até 2009. Em 2004 foi condecorado pelo Presidente Jorge Sampaio com o grau de Grande Oficial da Ordem de Mérito Agrícola.

Video da Cerimónia: [VER]

 

foto de Wei Zhaofoto de Wei ZhaoWei Zhao

20 de março de 2011

Área de Ciências da Informação

Nota Biográfica:

Nota Biográfica: Professor Wei Zhao é um académico de grande prestígio, licenciado em Física pela Universidade Normal de Shaanxi em 1977 e com os graus de mestre e doutor em Informática e Ciências da Informação pela Universidade de Massachusetts. Foi docente na Universidade Normal de Xaanxi, no Amherst Colege, Universidade de Adelaide, na Texas A&M University. Foi nomeado oitavo reitor da Universidade de Macau (UM) e foi o primeiro Professor Catedrático de Mérito na Instituição.

 

foto de António Lobo Antunesfoto de António Lobo AntunesAntónio Lobo Antunes

6 de junho de 2007 

Área de Literatura 

Nota Biográfica:

António Lobo Antunes nasceu a 1 de Setembro de 1942 em Lisboa. É licenciado em Medicina, com especialização em Psiquiatria. Inicia a sua carreira literária em 1979, marcada pela experiência em Angola na Guerra colonial. Dedica-se exclusivamente à escrita em 1985. É actualmente um dos escritores portugueses mais lidos, vendidos e traduzidos no mundo.

Vídeo da Cerimónia: [VER]

 

foto de Franciscus Maria Lubbersfoto de Franciscus Maria LubbersFranciscus Maria Lubbers

10 de dezembro de 1989 

Área de Economia

Nota Biográfica:

Rudolphus (Ruud) Franciscus Maria Lubbers nasceu em Roterdão, Países Baixos a 7 de Maio de 1939. Foi deputado do Partido Popular Católico (KVP); Ministro dos Assuntos Económicos e Primeiro-ministro no Governo de Lubbers. Dedicou especial atenção à cooperação com Portugal.

Vídeo da Cerimónia: [VER]