Entre os dias 31 de julho e 20 de agosto de 2018, decorre o prazo para candidaturas ao ingresso nos cursos de licenciatura e mestrado integrado na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, para frequência no ano letivo 2018/2019, através dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso.

As candidaturas são feitas exclusivamente através da plataforma online disponível na página da Internet dos Serviços Académicos. 

Emolumentos: taxa de candidatura € 60,00 (sessenta euros | valor não reembolsável).

Os concursos especiais de acesso destinam-se a candidatos com situações habilitacionais específicas, sendo organizados para:

  1. Candidatos aprovados nas provas especialmente adequadas a avaliar a capacidade para frequência no ensino superior dos maiores de 23 anos;
  2. Titulares de outros cursos superiores, designadamente titulares dos graus de bacharel, licenciado, mestre ou doutor.

Instrução da candidatura:

A candidatura é submetida através da plataforma online disponível na página da internet dos Serviços Académicos e deve ser instruída com os seguintes documentos (o upload dos documentos é obrigatório):

  1. Candidatos titulares de provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23 anos: documento comprovativo da realização das provas dos maiores de 23 anos e das disciplinas específicas realizadas.
  2. Candidatos titulares de cursos superiores, designadamente titulares dos graus de bacharel, licenciado, mestre ou doutor: documento comprovativo da habilitação com que concorre em que seja mencionada a classificação final obtida.
  3. Fotocópia do cartão de cidadão ou de outro documento de identificação civil e fiscal;

A instrução da candidatura é da exclusiva responsabilidade do candidato.

Seriação:

Maiores de 23 Anos: são seriados de acordo com a classificação final das provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do ensino superior dos maiores de 23, por ordem decrescente, recorrendo-se, em caso de empate, à melhor classificação da(s) prova(s) específica(s) exigida(s) para acesso ao curso a que se candidatam.

Titulares de outros cursos superiores: são seriados através da aplicação sucessiva dos seguintes critérios:

  • Classificação final do curso superior, arredondada à unidade, por ordem decrescente;
  • Grau e diploma dando prioridade, sucessivamente, aos titulares do grau de bacharel, do grau de licenciado, do grau de mestre e do grau de doutor;
  • Idade, por ordem decrescente.

Cursos com pré-requisitos:

O curso de Enfermagem exige pré-requisitos Grupo A – ausência de deficiência psíquica, sensorial ou motora que interfira gravemente com a capacidade funcional e de comunicação interpessoal a ponto de impedir a aprendizagem própria ou alheia – comprovados mediante declaração médica, sob a forma de resposta a um questionário;

O curso de Medicina Veterinária exige pré-requisitos Grupo B – ausência de deficiência psíquica, sensorial ou motora que interfira gravemente com a capacidade funcional e de comunicação interpessoal a ponto de impedir a aprendizagem própria ou alheia – comprovados mediante declaração médica;

O curso de Ciências do Desporto exige pré-requisitos Grupo B – ausência de deficiência psíquica, sensorial ou motora que interfira gravemente com a capacidade funcional e de comunicação interpessoal a ponto de impedir a aprendizagem própria ou alheia – comprovados mediante declaração médica.

A comprovação dos pré-requisitos é realizada pelos candidatos mediante a entrega do competente documento no ato da matricula e inscrição, caso venham a obter colocação, sendo condição indispensável para a realização da referida matrícula e inscrição. Os pré-requisitos são válidos apenas no ano da sua realização.

A presente informação não dispensa a leitura da regulamentação aplicável:        

Regulamento n.º 659/2016, de 13 de julho, Decreto-lei n.º 113/2014, de 16 de julho, Decreto-Lei n.º 113/2014, de 16 de julho, e demais normas aplicáveis.

Informações: Telefone 25935 0049 | correio eletrónico sautad@utad.pt

Centro de Serviços Comuns da UTAD, 24 de julho de 2018.

Diretora de Serviços Académicos

Cristina Lacerda

 

 

Número de vagas

CursoMaiores de 23Titulares de Cursos Médios e Superiores
Animação Cultural e Comunitária12
Arquitetura Paisagista01
Bioengenharia22
Biologia22
Biologia e Geologia01
Bioquímica23
Ciências da Comunicação23
Ciências da Nutrição00
Ciências do Ambiente12
Ciências do Desporto55
Comunicação e Multimédia34
Economia23
Educação Básica22
Enfermagem66
Engenharia Agronómica23
Engenharia Biomédica12
Engenharia Civil11
Engenharia e Gestão Industrial (preparatórios)02
Engenharia Eletrotécnica e de Computadores23
Engenharia Florestal21
Engenharia Informática65
Engenharia Mecânica22
Engenharia Zootécnica22
Enologia23
Genética e Biotecnologia25
Gestão32
Línguas e Relações Empresariais22
Línguas, Literaturas e Culturas22
Medicina Veterinária06
Psicologia43
Reabilitação Psicomotora24
Serviço Social33
Teatro e Artes Performativas12
Turismo43

 

Cursos e Vagas (ingresso no 4.º ano do curso)

CURSOGRAUTIT. CUR. MÉD. E SUP.
Medicina Veterinária*Mestrado Integrado4
Engenharia Eletrotécnica**Mestrado Integrado30

* Vagas destinadas a titulares de um primeiro ciclo de estudos em Medicina Veterinária ou diploma equivalente na mesma área ou em áreas afins da de especialização do mestrado integrado (licenciatura em Estudos Básicos em Ciências Veterinárias, licenciatura em Estudos Básicos em Ciências da Saúde Animal ou licenciatura em Ciências Veterinárias Básicas).
Podem ainda ingressar no quarto ano os candidatos detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pela Direção de Curso. Ao estudante que ingressar diretamente no quarto ano curricular pode ser solicitado que cumpra um plano de estudos, dependendo da adequação da sua licenciatura.

** Vagas destinadas a titulares de um primeiro ciclo de estudos ou diploma equivalente na mesma área ou em áreas afins da de especialização do mestrado integrado. Os candidatos provenientes de áreas afins terão que atingir um número mínimo global de créditos de 90 ECTS e, cumulativamente, cumprir a distribuição mínima de ECTS por área científica, constantes da tabela seguinte:

Área Científica Minimos para asmissão condicionada por área científica (ECTS) (coluna A) Mínimos para admissão por área científica (ECTS) (coluna B)

Matemática

12

23

Física

6

11

Engenharia Eletrotécnica 20 31
Engenharia Eletrotécnica – Informática e Computadores 5 10

a) O não cumprimento do número de créditos mínimos para admissão condicionada em qualquer uma das áreas científicas que constam na tabela (coluna A) implica a não admissão do candidato no MIEEC.

b) Os candidatos que em qualquer área científica não cumpram os mínimos para a admissão (coluna B), ou a totalidade de 90 ECTS, ficam obrigados a obter o conjunto de créditos complementares, não contabilizáveis como créditos para o MIEEC, em UC de âmbito propedêutico, a definir pela Direção de Curso. Podem ainda ingressar no quarto ano os candidatos detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pela Direção de Curso. Aos estudantes que ingressam diretamente no quarto ano curricular pode ser solicitado que cumpram um plano de estudos, dependendo da adequação da sua licenciatura.

 

Ref.ªAçãoInícioFim
1Apresentação das candidaturas31-07-201820-08-2018
2Afixação dos editais de colocação-12-09-2018
3Reclamação sobre as colocações13-09-201814-09-2018
4Matrículas18-09-201821-09-2018
5Afixação do resultado sobre as reclamações-25-09-2018
6Matrículas para reclamações deferidas26-09-201828-09-2018
 

 

CANDIDATURA