banner investigador ano site

A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro abre as candidaturas ao Prémio “Investigador do Ano 2020″, que visa distinguir e potenciar a excelência científica na nossa academia, reconhecendo o desempenho na produção científica e a captação de financiamento para I+D.

Podem candidatar-se docentes e investigadores, obrigatoriamente integrados em centros de I+D ou polos sediados na UTAD, que se tenham distinguido durante o ano de 2020, desde que tenham um vínculo de emprego público ou laboral à UTAD. Promovido pela Vice-Reitoria para a Investigação e Inovação, o vencedor do galardão “Investigador do Ano 2020” receberá um prémio monetário de 2.500 euros.

A avaliação das candidaturas terá em consideração cinco critérios:

  • número de publicações como primeiro, ou último, autor, que sejam simultaneamente publicadas em revistas indexadas na base Scopus, ou Web of Science, com índice de impacto igual ou superior a 1 e incluídas no primeiro ou segundo quartil. As publicações indexadas em Arts & Humanities, sem IF, poderão ser alvo de métrica de impacto social por parte do júri (30%)
  • publicação de livros, capítulos de livros e patentes (15%)
  • financiamento obtido para a UTAD, através de projetos de investigação na qualidade de IR. Face ao caráter plurianual dos projetos de I+D, o valor deve refletir a média anual do valor aprovado, corrigida para o número de meses, no caso dos projetos aprovados durante o ano de 2020. Não são considerados os financiamentos de IR por inerência do cargo (exemplo do financiamento base e programático da FCT aos Centros de I+D) (25%)
  • número de orientações de doutoramento concluídas na qualidade de responsável principal pela orientação, para doutoramentos existentes na UTAD. O júri poderá considerar relevantes casos que tenham obtido menção de Muito Bom (20%)
  • outros critérios relevantes que o candidato entenda colocar à consideração do júri (10%)

As candidaturas deverão ser apresentadas até 15 de março de 2021, através da submissão do respetivo formulário preenchido, anexos nele indicados, Curriculum Vitae detalhado do candidato, assim como outros documentos considerados pertinentes pelo candidato, na página web da UTAD para o efeito (AQUI). Os processos de candidatura deverão ser objeto de validação prévia, obrigatória, pela direção dos centros ou polos de I+D, não podendo ultrapassar o número de máximo de 5 candidaturas por cada. Se o número de intenções de candidatura ultrapassar este limite, competirá aos centros e polos de I+D proceder à sua seriação prévia. Da decisão do júri não haverá lugar a recurso.

As candidaturas serão posteriormente avaliadas por um júri presidido por Emídio Gomes, Vice-Reitor para a I&D+i, da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, e que tem como vogais José Luís Mourão (Vice-Reitor para o Ensino), Jorge Azevedo (Presidente do Conselho Científico da ECAV), Maria da Conceição Azevedo (Presidente do Conselho Científico da ECHS), Vítor Filipe (Presidente do Conselho Científico da ECT), Luís Carvalho (Presidente do Conselho Científico da ECVA) e Maria da Conceição Rainho S. Pereira (Presidente do Conselho Técnico-científico da ESS).

O vencedor da edição de 2020 do Prémio “Investigador do Ano”, será anunciado em março de 2021 e proclamado durante a sessão solene do Dia da Universidade 2021.

 

Formulário de candidatura