Portugal 2020

 

Designação do projeto | UI-CAN – Universidades como Interface para o Empreendedorismo

Código do projeto | POCI-03-33B5-FSE-071850

Objetivo principal | OT 8 – Promover a sustentabilidade e a qualidade do emprego e apoiar a mobilidade laboral

Região de intervenção | Norte, Centro e Alentejo

Entidade Promotora Líder | UNIVERSIDADE DE AVEIRO

Entidades Copromotoras | UNIVERSIDADE DO PORTO; UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO; ASSOCIAÇÃO UNIVERSIDADE-EMPRESA PARA O DESENVOLVIMENTO-TECMINHO; UNIVERSIDADE DE COIMBRA; UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR; UNIVERSIDADE DE ÉVORA

 

Data de aprovação | 23-02-2021

Data de início | 01-04-2021

Data de conclusão | 30-06-2023

 

Investimento total | 1.478.453,45 €

Investimento total elegível | 1.310.381,33 €

Apoio financeiro da União Europeia | FSE – 1.113.824,13 €

 

Investimento UTAD | 211.901,01 €

Investimento elegível UTAD | 188.316,80 €

Apoio financeiro da União Europeia UTAD | FSE – 160.069,28 €

 

Síntese do Projeto:

As Instituições de Ensino Superior (IES) têm vindo a apostar na promoção do espírito empreendedor e no apoio à criação de novas startups, através da dinamização de um conjunto de iniciativas de sensibilização e capacitação dos potenciais empreendedores, com acompanhamento e mentoria constantes a quem se encontra na fase inicial de validação e implementação de uma ideia de negócio.

Fazem parte do projeto UI-CAN sete universidades: Aveiro, Beira Interior, Coimbra, Évora, Minho, Porto e Trás-os-Montes e Alto Douro. Alinhado com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), este projeto, visa promover o espírito empreendedor, mobilizando o conhecimento universitário para a criação de novas empresas. Cada universidade deve atuar individualmente, não obstante a união de esforços entre elas, no sentido de promover, não só uma investigação cada vez mais orientada para as necessidades da sociedade e do mercado, mas também o reconhecimento da importância da criação de novas empresas que, baseadas em conhecimento e tecnologias geradas no seio das Universidades, possam também responder aos desafios sociais e societais.

Este projeto inclui uma variedade de iniciativas agrupadas em quatro atividades principais: Ignição, Aceleração, Ligação e Transformação.

Na fase de “Ignição”, os parceiros do consórcio devem dinamizar eventos de sensibilização e capacitação, para estimular os potenciais empreendedores a avançarem com as suas ideias de negócio, com um acompanhamento personalizado e periódico às equipas, por forma a definir e validar os seus modelos de negócio. Em paralelo decorrerá um programa de validação de ideias, que tem como principais objetivos a capacitação de competências empreendedoras dos alunos, investigadores e docentes, bem como o apoio na identificação e avaliação de oportunidades de mercado para novas ideias e/ou potenciais produtos/serviços baseados em tecnologia e conhecimento, a iteração do modelo de negócios e gestão da propriedade intelectual. Esta atividade contempla ainda a realização de “Concursos de Ideias”, com o intuito de premiar e disseminar os melhores projetos.

Na atividade “Aceleração”, pretende-se promover o crescimento e aceleração dos projetos empreendedores, através da realização de programas específicos, encontros de networking (com mentores e especialistas internacionais), bem como a disponibilização de horas de consultoria em áreas fulcrais à implementação e desenvolvimento do negócio.

No âmbito da atividade “Ligação” será promovido o contacto com outras realidades e outros empreendedores, através da realização de visitas a ecossistemas empreendedores nacionais e internacionais.

A atividade “Transformação” pretende incorporar, nas diferentes formas de apoio dado ao empreendedorismo, as preocupações com os ODS, através da realização de ações de capacitação que implementem boas práticas no sistema empreendedor.

UI-CAN, é apoiado pelo Fundo Social Europeu (Programa Operacional Regional do Norte) e visa, entre outros objetivos, a Transferência de Conhecimento Científico e Tecnológico.