A carregar Eventos

« Todos os Eventos

  • Este evento já decorreu.

Eco-skillsI– Programa de desenvolvimento de Competências para a Sustentabilidade (2022)

Março 30 @ 10:25

banner 2

 

APRESENTAÇÃO

É imperativo que as Instituições de Ensino Superior assumam o compromisso de contribuírem para consecução dos objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030. A UTAD, inserida num Eco-Campus, assume, no seu Plano Estratégico, essa responsabilidade e o compromisso de contribuir para a mudança de atitudes e comportamentos no espaço da Academia. Nesse sentido, importa dinamizar iniciativas que envolvam todas as valências do Campus.

O Programa de desenvolvimento de competências para a sustentabilidade, designado por Eco-skills, pretende dar um contributo para que os nossos estudantes desenvolvam um conjunto de competências diferenciadoras que lhes permitam serem tomadores de decisões para um futuro sustentável. Mais se acrescenta que, com a grande competitividade do mercado de trabalho, os empregadores, no momento da contratação de novos colaboradores, valorizam, para além das competências técnicas (Hard-skills) e das competências pessoais (Soft-skills), cada vez mais, as competências para a sustentabilidade (Eco-skills). As Eco-skills compreendem atitudes e comportamentos que evidenciam uma gestão adequada dos resíduos, a redução de desperdícios, o uso de energias renováveis, a reutilização de produtos, abolir a utilização de produtos de plástico de utilização única, a poupança e gestão da água de energia e contributos para o desenvolvimento territorial sustentado. As dinâmicas geradas pela economia circular e a desmaterialização e descarbonização da economia em resposta ao combate às alterações climáticas são temas incontornáveis para profissionais e líderes de organizações.

Neste contexto, o programa Eco-skills I comporta seis sessões teórico práticas e envolve as temáticas: i) Metodologia de projeto, ii) Eco-Campus, iii) Alimentação sustentável, iv) Gestão da água, v) Gestão dos resíduos no contexto da economia circular e descarbonização da economia e vi) territórios e desenvolvimento sustentável.

Esta iniciativa terá continuidade com os programas Eco-Skills II e III, permitindo assim que os estudantes possam participar em cada ano da sua licenciatura um dos programas, como complemento à sua formação curricular.

No final de cada programa será emitido um certificado, em formato digital, de frequência e de ECTS, que se pretende seja um Suplemento ao Diploma de fim de curso.

 

OBJETIVOS

– Compreender os conceitos de Eco-Campus, Eco-skills, Eco-student, Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS), entre outros, associados à sustentabilidade.

– Desenvolver competências para a Sustentabilidade.

– Planificar um projeto de ação para a sustentabilidade.

 

DESTINATÁRIOS

O programa Eco-skills tem como principais destinatários os estudantes da UTAD, no entanto, poderão participar outros membros da academia ou fora desta, de forma continua (a totalidade do plano) ou apenas algumas sessões do mesmo.

Nota: Atendendo às limitações decorrentes da atual pandemia, o número de inscrições ficará limitado às condicionantes exigidas pela DGS. Para as sessões online não haverá limite de inscrições.

PRÉ-REQUISITOS / CONDIÇÕES DE ACESSO

Os formandos serão hierarquizados por ordem de inscrição.

 

RESPONSÁVEL PELO EVENTO

Prof. Isilda Teixeira Rodrigues

 

COMISSÃO CIENTÍFICA

Prof. Isilda Teixeira Rodrigues

 

ENTIDADES ENVOLVIDAS

Associação Académica da UTAD – Co-organização

GEFIP – Apoio técnico e logístico

– Serviços de Ação Social – Formadores

Escolas da UTAD – Formadores

CIIMAR – Formadora

 

PROGRAMA

<<Ver>>

Eco-skills I

1Apresentação do plano Eco-skills e orientações gerais sobre o funcionamento e avaliaçãoIsilda Rodrigues 1h

2 Metodologia de Projeto – Carlos Ferreira 1h30

A metodologia de trabalho de projeto permite formar “melhores cidadãos, atentos, capazes de pensar e agir, demasiado inteligentemente críticos para serem facilmente ludibriados, quer por políticos quer por uma qualquer banha de cobra, auto-confiantes, rápidos na adaptação às condições sociais mais iminentes” (Kilpatrick, 2006, p.28)

3Eco-CampusAmadeu Borges – 2h

As Universidades têm vindo a ser comparadas com pequenos núcleos urbanos que englobam, a par das estruturas de ensino, investigação e desenvolvimento, infraestruturas de restauração, desportivas, de lazer e de conveniência. Estas estruturas exigem que os Campi sejam dotados de infraestruturas básicas, redes de abastecimento de água e energia, redes de saneamento e de recolha de águas pluviais, infraestruturas viárias, entre outras razões que justificam, por si só, a implementação de um sistema de gestão ambiental e paralelamente que intervenham de forma integrada na gestão ativa dos seus espaços de sustentabilidade como forma de preservação (biodiversidade), sensibilização e educação ambiental.

A UTAD afirmou-se, desde 2013, como uma Eco-Universidade, alinhada com os objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos na Agenda 2030 da ONU e indubitavelmente, o ecocampus da UTAD é um laboratório Vivo para a Sustentabilidade, podendo ser palco para a experimentação em muitas e diversas áreas.

4Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável – Artur Sá – 2h

A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável é resultando do trabalho conjunto de governos e cidadãos de todo o mundo para criar um novo modelo global para erradicar a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar de todos, proteger o meio ambiente e combater as alterações climáticas. Para a sua concretização, é imperativo que todas as instituições e cidadãos conheçam os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que lhe estão subordinados. É também importante que considerem as suas metas nas múltiplas tomadas de decisão e que contribuam com o seu poder de inovação e com as suas ações para um futuro mais sustentável e inclusivo. Nesse sentido, os ODS abarcam um vasto leque de tópicos interrelacionados, nas dimensões económica, social e ambiental para o desenvolvimento sustentável, que importa conhecer, compreender, analisar, discutir e por em prática.

5Carta para a alimentação saudável e sustentável da UTAD – Carla Gonçalves e Sofia Sousa Silva (SAS) – 2h

A Carta para a Alimentação Saudável e Sustentável prossegue os objetivos da Agenda 2030 e a defesa do Direito Humano à Alimentação Adequada, e baseia-se no acesso a uma alimentação saudável, equilibrada e variada no campus, no garantir a segurança alimentar e na promoção da sustentabilidade alimentar, da literacia alimentar e da capacitação da comunidade académica para a concretização desses objetivos.

6Gestão de resíduos – Carlos Afonso – 2h

Serão focadas as dinâmicas de redução da produção de resíduos no contexto da economia circular. Os Subprodutos e a gestão integrada de resíduos. Os efeitos da reciclagem e gestão da fração resto.

7 A sustentabilidade da Água: pessoas e edificado – Cristina Calheiros – 2h

Como consumidores, temos um papel ativo na preservação de um dos bens mais preciosos do nosso Planeta, e sem o qual não há vida. O consumo sustentável implica saber usar os recursos naturais para satisfazer as nossas necessidades, sem comprometer as necessidades das gerações futuras.  Dessa forma, é preciso passar da “noção” para a “ação”, de forma a que haja uma racionalização do consumo, acrescida do estabelecimento de estratégias de reutilização. Pretende-se mostrar o impacto das escolhas diárias e dar conselhos práticos no que toca ao recurso água.

8Apresentação da planificação do projetoIsilda Rodrigues e outros formadores – 2h

9Apresentação dos projetos finaisIsilda Rodrigues e outros formadores – 2h

 

DURAÇÃO

Horas Totais: 54H

Horas de contacto: 16,5H

 

ECTS

2

 

CARTAZ

<<Ver>>

 

LOCAL

UTAD

 

NUMERUS CLAUSUS

N.º MÍNIMO E N.º MÁXIMO DE ADMITIDOS: 20 -50

 

TIPOLOGIA

PRESENCIAL

 

CONDIÇÕES DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO

– O programa comporta nove sessões, de cariz teórico prático, decorrerá durante 1 semestre e terá a duração de 54 horas.

Os participantes terão que participar em pelo menos 70% das ações previstas para obterem o respetivo certificado. Será emitido o certificado, em formato digital, de frequência e de ECTS, bem como será solicitado que constitua um suplemento ao Diploma de fim de curso.

Para avaliação é realizado, em grupo, uma proposta de um pequeno projeto que será, implementado e posteriormente apresentado.

 

EMOLUMENTO

10 € – Público em geral

 

INSCRIÇÕES

<<INSCRIÇÕES ON LINE>>

 

REGRAS DE INSCRIÇÃO

As inscrições são formalizadas através do preenchimento On-line do formulário de inscrição e envio da digitalização do seu comprovativo de pagamento por uma das seguintes formas:

− Presencialmente, nas instalações do Núcleo de Formação Contínua e Executiva;

− Por e-mailxazevedo@utad.pt;

Por correio – UTAD -Núcleo de Formação Contínua e Executiva, Quinta de Prados, 5000-801 Vila Real.

Só serão consideradas inscrições completas (com os requisitos todos), ou seja, com a inscrição “on line” com os dados devidamente preenchidos, com a documentação previamente enviada, incluindo comprovativo de pagamento do curso (ex: talão de transferência bancária).

O pagamento pode ser efetuado por:

Cheque à ordem da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Transferência Bancária – IBAN PT50 0018 000346205068020 22

Os formandos deverão fazer prova do pagamento devido (ex: talão de transferência bancária).

NOTA: POR FAVOR INDICAR O TITULAR DA CONTA BANCÁRIA (QUANDO NÃO FOR A PRÓPRIA OU O PRÓPRIO).

Detalhes

Data:
Março 30
Hora:
10:25
Categoria de Evento: