Modelos Barras FUNDOS v04 3logos
 

Designação do projeto | Projeto FICA – Ferramentas inovadoras para investigação contratada em nutrição em aquacultura

Código do projeto | POCI-01-0247-FEDER-047175

Objetivo principal| Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação.

Região de intervenção | Norte | Centro e Algarve

Entidade beneficiária | SPAROS LDA | RIASEARCH, UNIPESSOAL LDA || UNIVERSIDADE DE TRAS OS MONTES E ALTO DOURO | CENTRO DE CIÊNCIAS DO MAR DO ALGARVE | UNIVERSIDADE DE AVEIRO

Data de aprovação | 19 de Fevereiro de 2021

Data de início | 1 de Julho de 2020

Data de conclusão | 31 de Março de 2023

Custo total elegível | 989.446,49€

Apoio financeiro da União Europeia | 743.084,28€

Custo total elegível UTAD | 124.455,63€

Apoio financeiro da União Europeia UTAD |FEDER – 93.467,43€

Resumo:

A atual tendência em direção a um crescimento sustentável da aquacultura tem gerado um conjunto de novos desafios, nomeadamente no que diz respeito ao desenvolvimento de uma nutrição eficiente de baixo impacto ambiental. O setor da nutrição em aquacultura é altamente competitivo, sendo que a aposta na diferenciação das soluções nutricionais é transversal à maior parte dos agentes que atuam neste setor. De modo a alcançar o nível de diferenciação pretendido, os diversos agentes recorrem muitas vezes a serviços de investigação industrial, com o intuito de desenvolver ou validar novos produtos (e.g., aditivos e ingredientes emergentes). Dada a elevada tendência neste sentido, gera-se a necessidade de avaliar diversos efeitos nutricionais de forma mais rápida, robusta e especializada (e.g., foco na saúde intestinal). É neste contexto que surge o projeto FICA, que tem como objetivo desenvolver um conjunto de serviços de investigação industrial contratada das empresas SPAROS e RIASEARCH. O intuito é melhorar a avaliação zootécnica, fisiológica e molecular, e dar resposta aos desafios atuais do setor da nutrição em aquacultura. Em termos específicos este projeto visa (i) o melhoramento de um serviço de estimação do consumo de alimento e digestibilidade, (ii) o desenvolvimento de um serviço de previsões de efeitos nutricionais a logo prazo, e (iii) o desenvolvimento de um serviço completo de avaliação da saúde intestinal, incluindo novas metodologias de indução da inflamação intestinal, avaliação da permeabilidade intestinal e caracterização do microbioma. No final do projeto, estes novos serviços serão demonstrados à escala industrial, e serão no pós-projeto comercializados pelas empresas SPAROS e RIASEARCH. As soluções aqui propostas são apresentadas por um consórcio liderado pela SPAROS, em co-promoção com a RIASEARCH, Universidade de Trás-os-Montes (UTAD), Centro de Ciências do Mar do Algarve (CCMAR) e Universidade de Aveiro (UA).