Grau Académico
Licenciado (pós-Bolonha)
Objetivos
O curso de Licenciatura em Engenharia Zootécnica é um curso de 1º ciclo (180 ECTS) que se desenvolve em 6 semestres letivos Este curso é realizado em ambiente de trabalho orientado essencialmente para a investigação científica e o futuro licenciado terá a preparação necessária para expressar capacidades e competências em diferentes planos:

- Plano intelectual
Estruturar a sua autoaprendizagem, aplicar metodologias científicas e descrever, formular e comunicar corretamente a diversos tipos de interlocutores (produtores, cientistas, opinião publica, etc.) questões relativamente complexas sobre os resultados produtivos.

- Plano profissional e académico
Ser capaz de se interrogar sobre metodologias utilizadas e demonstrar capacidade de adquiri conhecimentos científicos fundamentais da sua área de formação.

- Plano da atividade prática
Revelar capacidade de análise e intervenção em questões práticas (maneio dos animais, alimentação, melhoramento genético, reprodução, gestão técnico-económica das explorações, produção de alimentos de origem animal, segurança e controlo de qualidade, impactos ambientais, …) num contexto profissional.

Desta forma, este 1º ciclo tem uma componente sólida de formação básica em ciências da engenharia de produção animal, mas também formação já orientada para as biotecnias de produção, as instalações e os equipamentos pecuários, a transformação dos produtos animais, a gestão das explorações pecuárias e o seu enquadramento na atividade económica.
O Licenciado estará apto a entrar no mercado de trabalho nas diversas áreas que esta atividade contempla ou prosseguir estudos de 2º ciclo.
Área CNAEF
Produção Agrícola e Animal
(621) Portaria n.º 256/2005
Plano de Estudos/Diário da República
Horário
Semanal: Diurno
Duração
6 semestres
ECTS
180
Saídas Profissionais
- Empresas de Produção Animal:
1) planear, gerir e avaliar as prestações produtivas dos animais,
2) planear, gerir e avaliar de forma integrada os programas reprodutivos, alimentares, sanitários e de maneio,
3) planear e gerir a mão-de-obra das explorações,
4) utilizar programas informáticos de apoio e prestar assessoria técnica à gestão das explorações,
5) prestar assessoria técnica nos sectores a montante (serviços oficiais, associações de produtores) e a jusante (unidades de abate, indústria transformadora e empresas de distribuição e comercialização) da produção.
- Parques Zoológicos:
1) elaborar e executar ações visando o bem-estar dos animais da coleção do parque zoológico,
2) participar na escolha dos espécimes a entrar no parque zoológico, visando salvaguardar o bem-estar dos mesmos e/ou dos já existentes,
3) participar na gestão dos animais excedentários,
4) orientar tecnicamente o pessoal que cuida dos animais, e
5) elaborar programas alimentares para as várias espécies de animais selvagens que compõem a coleção de parques zoológicos.
- Nutrição e Alimentação Animal:
1) formular alimentos compostos e dietas com base em conhecimentos das necessidades nutricionais,
2) atividades de gestão em fábricas de alimentos compostos (matérias-primas, stocks, formulação, fabrico, armazenamento e expedição) e
3) prestar assessoria técnica aos produtores para verificação do desempenho dos animais .
- Melhoramento Animal:
1) delinear e desenvolver metodologias avançadas de melhoramento animal e avaliar os seus resultados,
2) Gestão de livros genealógicos e conservação de recursos genéticos.
- Reprodução Animal:
1) delinear e executar programas de controlo reprodutivo nas explorações com apoio informático,
2) delinear e executar programas de recolha, processamento, conservação e aplicação de sémen,
3) delinear programas de diagnóstico e acompanhamento da gestação nas explorações animais; e
4) delinear e desenvolver programas avançados de reprodução assistida envolvendo novas tecnologias nesta área (inseminação artificial, transferência embrionária, sexagem e clonagem).
Perfil do Diplomado
- Com capacidades de conceção de projetos, direção técnica, gestão e avaliação de empresas da área da produção animal numa perspetiva, simultaneamente, geradora de riqueza e amiga do ambiente;
- Com competências de formação profissional, consultoria e investigação científica nas diversas vertentes da produção animal;
- Com capacidades de abordagem integrada dos processos de produção, transformação e controlo de qualidade dos produtos de origem animal;
- Com conhecimentos da biologia e técnicas de maneio de animais selvagens que lhe permitem garantir o bem-estar destes em cativeiro;
- Com conhecimentos para poder eficazmente avaliar o estado das instalações e infraestruturas em que os animais estão alojados, adiantando soluções para a sua reparação/adaptação/melhoramento;
- Com condições para prosseguir estudos ao nível dos 2o e 3o ciclos (Mestrado e Doutoramento, respetivamente).
Entidades onde Exercer
- Empresas agropecuárias e agroindustriais;
- Indústrias de produção de alimentos compostos;
- Indústrias de aditivos, suplementos minerais e vitamínicos e outros;
- Parques zoológicos;
- Empresas de prestação de serviços,
gestão e consultadoria;
- Organismos de controlo de qualidade
de produtos de origem animal;
- Organismos de investigação científica e
tecnológica;
- Instituições de ensino e de formação
profissional;
- Serviços da Administração Central,
Regional ou Local;
- Associações de criadores.
Código DGES
9129 (ver mais informações)
Vagas
32
Condições de Acesso
Preferência Regional:
não aplicável

Pré-requisitos:
não exigidos
Provas de Ingresso
Um dos seguintes conjuntos:
(02 Biologia e Geologia; 19 Matemática A) ou
(07 Física e Química; 19 Matemática A)
Nota Mínima
Provas de ingresso: 95 (escala de 0-200)
Nota de candidatura: 95 (escala de 0-200)
Nota do Último Aluno Colocado na 1ª Fase
2018: 126,9
2017: 131,6
Cálculo da Nota de Acesso
Média do Secundário: 65%
Provas de Ingresso: 35%
Data da Decisão
12-12-2016
Deliberação da A3ES
Data do Registo
18-03-2011
Validade
12-12-2022