Grau Académico
Licenciado (pós-Bolonha)
Objetivos
1. A Licenciatura em Engenharia Mecânica da UTAD está organizada como um ciclo de estudos com a duração de 3 anos, correspondendo a um esforço de 180 ECTS. No final deste ciclo será atribuído um diploma de Licenciatura em Engenharia Mecânica, que permitirá ao aluno:
a) ter equivalência reconhecida em ciclos similares no espaço europeu de ensino superior;
b) o exercício profissional das atividades de Licenciado em Engenharia Mecânica;
c) permitir o acesso imediato a outros graus de ensino em instituições, quer nacionais, quer internacionais.
2. O grau académico de Licenciado em Engenharia Mecânica a atribuir pela UTAD ao fim de um período de seis semestres de trabalho deverá sobretudo comprovar uma sólida formação em ciências básicas e em ciências de engenharia e, neste sentido, poderá permitir o acesso ao mercado de trabalho em funções conexas com a engenharia.
3. Ao longo de todo o percurso, os estudantes poderão adquirir competências nas diferentes áreas específicas que integram o plano de estudos, bem como um conjunto de competências complementares de natureza transversal, nomeadamente no domínio da aprendizagem ao longo da vida e capacidade de desenvolver trabalho em equipa.
4. Pretende-se que os futuros Licenciados em Engenharia Mecânica adquiram as seguintes competências específicas para o exercício da atividade profissional e da cidadania:
a) Capacidade de conceção, projeto, execução e manutenção de máquinas e suas componentes;
b) Capacidade de conceção, execução e manutenção de instalações energéticas;
c) Utilização das competências técnico-científica e conhecimentos na resolução de uma grande variedade de problemas, de uma forma integrada e racional;
d) Implementação de estratégias de natureza tecnológica que se traduzam na promoção do desenvolvimento sustentável;
e) Reconhecer a necessidade da experimentação e serem capazes de projetar, realizar e interpretar os resultados de um programa experimental;
f) Comunicar de um modo eficiente o conteúdo e a importância do seu trabalho a uma grande variedade de audiências e através de diversos meios de comunicação;
g) Participar em equipas multidisciplinares, com elevado grau de integridade pessoal e ética profissional;
h) Saber aplicar os conhecimentos adquiridos, de forma a evidenciar uma abordagem profissional na área da Engenharia Mecânica; Competências no plano da pesquisa e do desenvolvimento, que vão desde a pesquisa de literatura da especialidade, o delineamento e desenvolvimento de experiências, a interpretação e discussão de resultados, até à utilização de modelos e o recurso à simulação;
i) Desenvolvimento de um conjunto de competências de caráter transversal, designadamente ao nível da inovação, da gestão e do trabalho em equipas multidisciplinares.
Área CNAEF
Metalurgia e Metalomecânica
(521) Portaria n.º 256/2005
Horário
Semanal: Diurno
Duração
6 semestres
ECTS
180
Saídas Profissionais
Dada a amplitude do perfil de formação proposto, os futuros diplomados poderão aplicar as suas competências profissionais em vários sectores de atividade:
- Empresas de fabricação de equipamentos e de bens de consumo, nomeadamente no domínio dos equipamentos mecânicos e térmicos;
- Empresas de produção e distribuição de energia, e empresas de climatização;
- Empresas fornecedoras de serviços, nomeadamente ao nível da avaliação de projetos e de consultoria;
- Laboratórios e instituições de investigação, de desenvolvimento e inovação industrial;
- Organismos da administração central e local;
Perfil do Diplomado
- Capacidade de conceção, projeto, execução e manutenção de máquinas e suas componentes;
- Capacidade de conceção, projeto, execução e manutenção de estruturas, como reservatórios de pressão, tubagens e outras instalações industriais;
- Capacidade de conceção, execução e manutenção de instalações energéticas, incluindo de climatização de edifícios, de refrigeração e de energias renováveis;
- Utilização das competências técnico-científica e conhecimentos na resolução de uma grande variedade de problemas, de uma forma integrada e racional;
- Implementação de estratégias de natureza tecnológica que se traduzam na promoção do desenvolvimento sustentável;
- Reconhecer a necessidade da experimentação e serem capazes de projetar, realizar e interpretar os resultados de um programa experimental;
- Comunicar de um modo eficiente o conteúdo e a importância do seu trabalho a uma grande variedade de audiências e através de diversos meios de comunicação;
- Participar em equipas multidisciplinares, com elevado grau de integridade pessoal e ética profissional;
- Saber aplicar os conhecimentos adquiridos, de forma a evidenciar uma abordagem profissional na área da Engenharia Mecânica; Competências no plano da pesquisa e do desenvolvimento, que vão desde a pesquisa de literatura da especialidade, o delineamento e desenvolvimento de experiências, a interpretação e discussão de resultados, até à utilização de modelos e o recurso à simulação;
- Desenvolvimento de um conjunto de competências de carácter transversal, designadamente ao nível da inovação, da gestão e do trabalho em equipas multidisciplinares.
Entidades onde Exercer
- Indústria em geral;
- Projeto mecânico;
- Indústria metalomecânica;
- Indústria de processo;
- Energia;
- Energias Renováveis;
- Estruturas metálicas;
- Automação;
- Instalações energéticas e de fluidos;
- Projeto de máquinas;
- Climatização de edifícios;
- Indústria automóvel;
- Indústria de moldes;
- Indústria de processos térmicos;
- Projeto térmico;
- Combustíveis e lubrificantes;
- Materiais;
- Gestão da produção;
- Gestão empresarial.
- Empresas de fabricação de equipamentos e de bens de
consumo, nomeadamente no domínio dos equipamentos
mecânicos e térmicos;
- Empresas de produção de energia e empresas de
climatização;
- Empresas fornecedoras de serviços, incluindo gabinetes
de projeto e consultadoria;
- Laboratórios e instituições de investigação, de
desenvolvimento e inovação industrial;
- Organismos da administração central e local
Código DGES
9123 (ver mais informações)
Vagas
30
Condições de Acesso
Preferência Regional:
não aplicável

Pré-requisitos:
não exigidos
Provas de Ingresso
07 Física e Química e 19 Matemática A
Nota Mínima
Provas de ingresso: 95 (escala de 0-200)
Nota de candidatura: 95 (escala de 0-200
Nota do Último Aluno Colocado na 1ª Fase
2019: 118,2
2018: 127,5
2017: 119,2
Cálculo da Nota de Acesso
Média do Secundário: 65%
Provas de Ingresso: 35%
Data da Decisão
25-05-2015
Deliberação da A3ES
Data do Registo
18-03-2011
Validade
25-05-2021