Grau Académico
Licenciado (pós-Bolonha)
Objetivos
O Curso de Licenciatura em Enfermagem confere formação científica, humana, técnica e cultural para planear, prestar e avaliar cuidados de enfermagem ao ser humano, são ou doente, ao longo do ciclo de vida, à família, grupos e comunidade aos vários níveis de prevenção e capacidades para desenvolver investigação em enfermagem, em particular, e da saúde em geral e ainda, participar na formação de outros profissionais de saúde e na gestão dos serviços de saúde.

Através do processo formativo pretende-se que o estudante seja capaz de:

Na profissão
- Contribuir para o desenvolvimento da Enfermagem participando na gestão de serviços, na formação de enfermeiros, na elaboração de estudos relativos ao exercício da profissão e na investigação em enfermagem;
- Desenvolver consciência profissional, colaborando nas organizações, tendo em vista a evolução da profissão;

Na prestação e gestão de cuidados de enfermagem
- Planear, executar e avaliar cuidados integrais e personalizados a indivíduos, famílias e comunidade aos diferentes níveis de prevenção, utilizando metodologia científica;
- Desenvolver competências de conceção, formulação de juízo clínico, pensamento crítico e de tomada de decisão, que garantam a excelência dos cuidados e consequente obtenção de ganhos em saúde.

Nas organizações
- Participar no desenvolvimento das políticas e programas de saúde, para a consecução dos objetivos estratégicos do Sistema Nacional de Saúde;
- Colaborar em programas de melhoria contínua e de garantia da qualidade;
- Assumir uma atitude proativa nos processos de liderança relevantes para a prática dos cuidados de enfermagem e dos cuidados de saúde;
- Adquirir competências de trabalho interdisciplinar e multiprofissional;
- Colaborar com outros técnicos de saúde ou de outros setores envolvidos no desenvolvimento de projetos de saúde do indivíduo ou da comunidade.

Na sociedade e no mundo
- Interagir na comunidade, assumindo o compromisso de participar no processo de empowerment, no sentido da melhoria da qualidade de vida, pela transformação do contexto.
- Compreender a complexidade dos problemas de saúde e que a sua resolução se processa numa perspetiva sistémica, acompanhando a evolução da economia, da educação, do mercado de trabalho e da inovação tecnológica;
- Incorporar na prática de enfermagem competências que promovam cuidados culturalmente sensíveis nos variados contextos geo-demográficos.
Área CNAEF
Enfermagem
(723) Portaria n.º 256/2005
Plano de Estudos/Diário da República
Horário
Semanal: Diurno
Duração
8 semestres
ECTS
240
Saídas Profissionais
Exercício da profissão de Enfermagem em:
- Instituições de saúde (públicas ou privadas) do país e estrangeiro;
- Organizações do 3o setor;
- Empresas;
- Instituições de ensino.
Perfil do Diplomado
O Curso de Licenciatura em Enfermagem confere ao diplomado formação científica, humana, técnica e cultural para planear, prestar e avaliar cuidados de enfermagem ao ser humano, são ou doente, ao longo do ciclo de vida, à família, grupos e comunidade aos vários níveis de prevenção e capacidades para desenvolver investigação em enfermagem, em particular, e da saúde em geral, e mais especificamente:
- Contribuir para o desenvolvimento da Enfermagem participando na gestão de serviços, na formação de enfermeiros, na elaboração de estudos relativos ao exercício da profissão e na investigação em enfermagem;
- Desenvolver competências de conceção, formulação de juízo clínico, pensamento crítico e de tomada de decisão, que garantam a excelência dos cuidados e consequente obtenção de ganhos em saúde;
- Participar no desenvolvimento das políticas e programas de saúde, para a consecução dos objetivos estratégicos do Sistema Nacional de Saúde;
- Compreender a complexidade dos problemas de saúde e que a sua resolução se processa numa perspetiva sistémica, acompanhando a evolução da economia, da educação, do mercado de trabalho e da inovação tecnológica.
Entidades onde Exercer
As atividades das entidades onde os diplomados podem exercer funções, estão relacionadas com:
- Hospitais;
- Centros de Saúde;
- Rede Nacional de Cuidados Continuados;
- Integrados;
- Organizações do 3o setor;
- Empresas (serviços de saúde e segurança no trabalho); - Clinicas médicas e de enfermagem;
- Clubes desportivos;
- Instituições de Ensino.
Código DGES
9500 (ver mais informações)
Vagas
85
Condições de Acesso
Pré-requisitos: Grupo A

Preferência Regional:
Percentagem das vagas - 50%; Área de influência: Vila Real;

Grupo A:
Comprovação da ausência de deficiência psíquica, sensorial ou motora que interfira gravemente com a capacidade funcional e de comunicação interpessoal a ponto de impedir a aprendizagem própria ou alheia.
Entrega no ato da matrícula, de Atestado Médico sob a forma de resposta a um questionário, nos termos do regulamento publicado como anexo III da Deliberação nº 934/2008 de 31 março comprovativo em como está apto a frequentar o ensino superior.
Este documento resulta do preenchimento pelo médico de família dos Anexos I e II, sendo que, o Anexo II fica na posse do médico, e o Anexo I fica com o candidato, para o entregar na Escola, no ato da matrícula, do referido regulamento, a adquirir na página da Internet: http://www.dges.mec.pt/guias/preq.asp
Provas de Ingresso
Um dos seguintes conjuntos:
02 Biologia e Geologia ou
(02 Biologia e Geologia; 07 Física e Química)
Nota Mínima
Provas de ingresso: 95 (escala de 0-200)
Nota de candidatura: 95 (escala de 0-200)
Nota do Último Aluno Colocado na 1ª Fase
2018: 131,8
2017: 131,8
Cálculo da Nota de Acesso
Classificação final do ensino secundário – 60%
Classificação das provas de ingresso – 40%
Data da Decisão
31-05-2017
Deliberação da A3ES
Data do Registo
18-03-2011
Validade
31-05-2023