W3C

Lista de confirmação dos pontos de verificação de Directivas de acessibilidade do conteúdo da Web -- 1.0

Esta versão:
http://www.w3.org/TR/1999/WAI-WEBCONTENT-19990505/full-checklist
(texto simples, postscript, pdf)
Este documento é um anexo de:
http://www.w3.org/TR/1999/WAI-WEBCONTENT-19990505
Versão mais recente das directivas para a acessibilidade do conteúdo da Web (Web Content Accessibility Guidelines 1.0):
http://www.w3.org/TR/WAI-WEBCONTENT
Editores:
Wendy Chisholm, Trace R & D Center, Universidade de Wisconsin -- Madison (EUA)
Gregg Vanderheiden, Trace R & D Center, Universidade de Wisconsin -- Madison (EUA)
Ian Jacobs, W3C

Sinopse

Este documento é um anexo do documento "Directivas para a acessibilidade do conteúdo da Web -- 1.0", do W3C. Contém a lista de todos os pontos de verificação tratados nesse documento, organizados por tema, bem como uma lista de confirmação destinada a criadores de conteúdo Web. Consulte o documento das directivas, onde lhe será apresentado o tema e onde obterá a lista dos documentos relacionados, um glossário de termos e mais informações.

Esta lista pode ser utilizada para verificar o grau de acessibilidade de uma página ou de um sítio. Em cada ponto, deve assinalar-se se ele foi satisfeito ("Sim"), se não foi ("Não") ou se não é aplicável ("N. a.").

Existe ainda uma versão sob a forma de lista de pontos de verificação.

A produção deste documento está integrada na Iniciativa para a acessibilidade da Web. O objectivo do Grupo de trabalho da WAI de directivas para conteúdo da Web é descrito na Carta do grupo de trabalho.

Estatuto deste documento

Este documento é um anexo de outro já revisto pelos membros do W3C e por outras partes interessadas. Foi subscrito pelo director do W3C, com o estatuto de Recomendação do W3C. Trata-se de um documento estável, que pode ser utilizado como material de referência ou citado como referência normativa, noutros documentos. O propósito do W3C ao emitir esta Recomendação é chamar a atenção para o especificado e promover a sua adopção generalizada, tendo em vista potenciar a funcionalidade e a universalidade da Web.

Pode obter-se, a par de outros documentos técnicos, uma lista das Recomendações do W3C em vigor, no endereço http://www.w3.org/TR.

A produção deste documento está integrada na Iniciativa para a acessibilidade da Web. O objectivo do Grupo de trabalho de directivas para conteúdo Web é descrito na Carta do grupo de trabalho.

Agradece-se o envio de comentários e sugestões referentes a este documento para o endereço wai-wcag-editor@w3.org.


Prioridade

O grupo de trabalho atribuiu um nível de prioridade a cada ponto de verificação, com base no respectivo impacte em termos de acessibilidade.

[Prioridade 1]
Pontos que os criadores de conteúdo Web têm absolutamente de satisfazer. Se não o fizerem, um ou mais grupos de utilizadores ficarão impossibilitados de aceder a informações contidas no documento. A satisfação deste tipo de pontos é um requisito básico para que determinados grupos possam aceder a documentos sediados na Web.
[Prioridade 2]
Pontos que os criadores de conteúdo Web devem satisfazer. Se não o fizerem, um ou mais grupos de utilizadores terão dificuldades em aceder a informações contidas no documento. A satisfação deste tipo de pontos traduzir-se-á na remoção de barreiras significativas ao acesso a documentos sediados na Web.
[Prioridade 3]
Pontos que os criadores de conteúdo Web podem satisfazer. Se não o fizerem, um ou mais grupos poderão deparar-se com algumas dificuldades em aceder a informações contidas nos documentos. A satisfação deste tipo de pontos irá melhorar o acesso a documentos sediados na Web.

Alguns pontos de verificação especificam um nível de prioridade que poderá mudar sob determinadas condições (explicitadas).

Pontos de verificação de prioridade 1

Casos gerais (Prioridade 1) SimNãoN. a.
1.1 Fornecer um equivalente de texto a cada elemento não textual (por ex., via "alt" ou "longdesc", ou no conteúdo do elemento). Isto abrange: imagens, representações gráficas de texto (incluindo símbolos), regiões de mapas de imagem, animações (por ex., GIF animados), applets e objectos programados, arte ASCII, frames, programas interpretáveis, imagens utilizados em listas como sinalizadores de pontos de enumeração, espaçadores, botões gráficos, sons (reproduzidos com ou sem interacção do utilizador), ficheiros de áudio independentes, pistas áudio de vídeos e trechos de vídeo.      
2.1 Assegurar que todas as informações veiculadas estejam também disponíveis sem cor, por exemplo a partir do contexto ou de anotações.      
4.1 Identificar claramente quaisquer mudanças de língua no texto de um documento, bem como quaisquer equivalentes de texto (por ex., legendas).      
6.1 Organizar os documentos de maneira a que possam ser lidos sem recurso a folhas de estilo. Por exemplo, sempre que um documento em HTML seja apresentado sem as folhas de estilo que lhe estão associadas, deve ser possível lê-lo.      
6.2 Assegurar que os equivalentes de conteúdo dinâmico sejam actualizados sempre que esse conteúdo mude.      
7.1 Evitar concepções que possam provocar intermitência do ecrã, até que os agentes do utilizador possibilitem o seu controlo.      
14.1 Utilizar a linguagem mais simples e clara possível, adequada ao conteúdo do sítio.      
Casos em que são utilizadas imagens e mapas de imagem (Prioridade 1) SimNãoN. a.
1.2 Fornecer ligações de texto, redundates, relativamente a cada região activa de um mapa de imagem sediado no servidor.      
9.1 Fornecer mapas de imagem sediados no cliente em vez de no servidor, excepto quando as regiões não possam ser definidas através de uma forma geométrica disponível.      
Casos em que são utilizadas tabelas (Prioridade 1) SimNãoN. a.
5.1 Em tabelas de dados, identificar os cabeçalhos de linha e de coluna.      
5.2 Em tabelas de dados com dois ou mais níveis lógicos de cabeçalho de linha ou de coluna, utilizar uma anotação para associar as células de dados às células de cabeçalho.      
Casos em que são utilizadas frames (Prioridade 1) SimNãoN. a.
12.1 Dar, a cada frame, um título que facilite a identificação das frames e a navegação nelas.      
Casos em que são utilizados applets e programas interpretáveis (Prioridade 1) SimNãoN. a.
6.3 Assegurar que todas as páginas possam ser utilizadas mesmo que os programas interpretáveis, applets ou outros objectos programados tenham sido desactivados ou não sejam suportados. Se isto não for possível, fornecer informações equivalentes numa página alternativa, acessível.      
Casos em que são utilizados multimédia (Prioridade 1) SimNãoN. a.
1.3 Fornecer uma descrição sonora das informações importantes veiculadas pelos trechos visuais das apresentações de multimédia, até que os agentes do utilizador consigam ler, automaticamente e em voz alta, o equivalente textual de um trecho visual.      
1.4 Em apresentações de multimédia baseadas em tempo (por ex., um filme ou uma animação), sincronizar as alternativas equivalentes (por ex., legendas ou descrições sonoras dos trechos visuais) e a apresentação.      
E se, apesar de todos os esforços... (Prioridade 1) SimNãoN. a.
11.4 Se, apesar de todos os esforços, não for possível criar uma página acessível, fornecer uma ligação a uma página alternativa que: utilize tecnologias do W3C, seja acessível, contenha informações (ou funcionalidade) equivalentes e seja actualizada tão frequentemente como a página original, considerada inacessível.      

Pontos de verificação de prioridade 2

Casos gerais (Prioridade 2) SimNãoN. a.
2.2 Assegurar que a combinação de cores entre o fundo e o primeiro plano seja suficientemente contrastante para poder ser vista por pessoas com cromodeficiências, bem como pelas que utilizam ecrãs monocromáticos. [Prioridade 2 para imagens; prioridade 3 para texto].      
3.1 Sempre que exista uma linguagem de anotação apropriada, utilizar anotações em vez de imagens para transmitir informações.      
3.2 Criar documentos passíveis de validação por gramáticas formais, publicadas.      
3.3 Utilizar folhas de estilo para controlar a paginação (disposição em página) e a apresentação.      
3.4 Utilizar unidades relativas, e não absolutas, nos valores dos atributos da linguagem de anotação e nos valores das propriedades das folhas de estilo.      
3.5 Utilizar elementos de cabeçalho indicativos da estrutura do documento e fazê-lo de acordo com as especificações.      
3.6 Anotar correctamente listas e pontos de enumeração em listas.      
3.7 Anotar as citações. Não utilizar anotações de citações para efeitos de formatação como, por exemplo, o avanço de texto.      
6.5 Assegurar a acessibilidade do conteúdo dinâmico ou fornecer uma apresentação ou página alternativas.      
7.2 Evitar as situações que possam provar o piscar do conteúdo das páginas (isto é, alterar a apresentação a intervalos regulares, como o ligar e desligar), até que os agentes do utilizador permitam o controlo desse efeito.      
7.4 Não criar páginas de refrescamento automático periódico, até que os agentes do utilizador possibilitem parar o refrescamento.      
7.5 Não utilizar anotações para redireccionar páginas automaticamente, até que os agentes do utilizador possibilitem parar o redireccionamento automático. Em vez de utilizar anotações, configurar o servidor de maneira a que seja ele a executar os redireccionamentos.      
10.1 Não provocar o aparecimento de janelas de sobreposição ou outras, e não fazer com que a janela actual seja modificada sem que o utilizador seja disso informado, até que os agentes do utilizador tornem possível a desactivação de janelas secundárias.      
11.1 Utilizar tecnologias do W3C sempre que estejam disponíveis e sejam adequadas a uma determinada tarefa; utilizar as versões mais recentes, desde que suportadas.      
11.2 Evitar as funcionalidades desactualizadas de tecnologias do W3C.      
12.3 Dividir blocos de informação de grandes dimensões em grupos mais fáceis de gerir, sempre que venha a propósito.      
13.1 Identificar claramente o destino de cada ligação.      
13.2 Fornecer metadados para acrescentar informações semânticas a páginas ou sítios.      
13.3 Dar informações sobre a organização geral de um sítio (por ex., através de um mapa do sítio ou de um índice).      
13.4 Utilizar os mecanismos de navegação de maneira coerente e sistemática.      
No caso de serem utilizadas tabelas (Prioridade 2) SimNãoN. a.
5.3 Não utilizar tabelas para efeitos de disposição em página, a não ser que a tabela continue a fazer sentido depois de passada a linhas. Se não for o caso, fornecer uma alternativa equivalente (que pode ser uma versão linearizada).      
5.4 Se for utilizada uma tabela para efeitos de disposição em página, não utilizar qualquer anotação estrutural para efeitos de formatação visual.      
No caso de serem utilizadas frames (Prioridade 2) SimNãoN. a.
12.2 Descrever a finalidade das frames e o modo como elas se relacionam entre si, se isso não for óbvio a partir unicamente dos títulos das frames.      
No caso de serem utilizados formulários (Prioridade 2) SimNãoN. a.
10.2 Assegurar o correcto posicionamento de todos controlos de formulário que tenham rótulos implicitamente associados, até que os agentes do utilizador venham a suportar associações explícitas entre rótulos e controlos de formulários.      
12.4 Associar explicitamente os rótulos aos respectivos controlos.      
No caso de serem utilizados applets e programas interpretáveis (Prioridade 2) SimNãoN. a.
6.4 Em programas interpretáveis e applets, garantir que a resposta a acontecimentos seja independente do dispositivo de entrada.      
7.3 Evitar páginas contendo movimento, até que os agentes do utilizador possibilitem a imobilização do conteúdo.      
8.1 Criar elementos de programação, tais como programas interpretáveis e applets, directamente acessíveis pelas tecnologias de apoio ou com elas compatíveis (prioridade 1, no caso de a funcionalidade ser importante ou não apresentada noutro local; nos restantes casos, prioridade 2].      
9.2 Assegurar que qualquer elemento dotado de interface própria funcione de modo independente de dispositivos.      
9.3 Em programas interpretáveis, especificar rotinas lógicas de resposta a acontecimentos, preferindo-as a rotinas dependentes de dispositivos.      

Pontos de verificação de prioridade 3

Casos gerais (Prioridade 3) SimNãoN. a.
4.2 Especificar por extenso cada abreviatura ou acrónimo quando da sua primeira ocorrência num documento.      
4.3 Identificar a língua principal utilizada nos documentos.      
9.4 Criar uma sequência lógica de tabulação para percorrer ligações, controlos de formulários e objectos.      
9.5 Fornecer atalhos por teclado que apontem para ligações importantes (incluindo as que se situam nos mapas de imagem sediados no cliente), controlos de formulários e grupos de controlos de formulários.      
10.5 Inserir, entre ligações adjacentes, caracteres que não funcionem como ligação e sejam passíveis de impressão (com um espaço de abertura e outro de fecho), até que os agentes do utilizador (incluindo as tecnologias de apoio) reproduzam clara e distintamente as ligações adjacentes.      
11.3 Dar informações que possibilitem aos utilizadores receber os documentos de acordo com as suas preferências (por ex., por língua ou por tipo de conteúdo).      
13.5 Proporcionar barras de navegação para destacar e dar acesso ao mecanismo de navegação.      
13.6 Agrupar ligações relacionadas entre si, identificar o grupo (em benefício dos agentes do utilizador), e, até que sejam os agentes a encarregar-se de tal função, fornecer um modo de contornar ou ignorar determinado grupo.      
13.7 Se forem fornecidas funções de pesquisa, activar diferentes tipos de pesquisas, de modo a corresponderem a diferentes níveis de competência e às preferências dos utilizadores.      
13.8 Colocar informações identificativas no início de cabeçalhos, parágrafos, listas, etc.      
13.9 Fornecer informações sobre colecções de documentos (isto é, documentos compostos por várias páginas).      
13.10 Fornecer meios para ignorar inserções de arte ASCII com várias linhas.      
14.2 Complementar o texto com apresentações gráficas ou sonoras sempre que elas facilitem a compreensão da página.      
14.3 Criar um estilo de apresentação coerente e sistemático, ao longo das diferentes páginas.      
No caso de serem utilizadas imagens e mapas de imagem (Prioridade 3) SimNãoN. a.
1.5 Fornecer ligações de texto redundantes para cada região activa dos mapas de imagem no cliente, até que os agentes do utilizador disponibilizem equivalentes textuais das ligações de mapas de imagem sediados no cliente.      
No caso de serem utilizadas tabelas (Prioridade 3) SimNãoN. a.
5.5 Fornecer resumos das tabelas.      
5.6 Fornecer abreviaturas para os rótulos de cabeçalho.      
10.3 Proporcionar uma alternativa de texto linear (na mesma ou noutra página) relativamente a todas as tabelas que apresentem o texto em colunas paralelas e com translineação, até que os agentes do utilizador (incluindo as tecnologias de apoio) reproduzam correctamente texto colocado lado a lado.      
No caso de serem utilizados formulários (Prioridade 3) SimNãoN. a.
10.4 Incluir caracteres predefinidos de preeenchimento nas caixas de edição e nas áreas de texto, até que os agentes do utilizador façam a gestão correcta dos controlos vazios.