EN

Patentes



“Processo de Tratamento e Valorização dos Resíduos e Efluentes das Unidades de Produção de Azeite Através da Utilização e Valorização de Resíduos da Indústria Corticeira”
Patente Nacional N.º 103 470
Pedido de Patente Europeia N.º 1849756
Investigador Responsável - João  Claro
Processo de tratamento e valorização dos resíduos e efluentes das unidades de produção de azeite através da utilização e valorização de resíduos da indústria corticeira. Consiste na mistura dos efluentes e resíduos das unidades de produção de azeite com resíduos da indústria corticeira de forma a obter um produto com elevado poder calorífico para combustão.
O processo consiste na mistura mecânica dos resíduos do sector da cortiça, nomeadamente pó de cortiça, com os resíduos e efluentes das unidades de produção de azeite, dando origem a uma lama ou pasta que pode ser utilizada como fertilizante ou de um modo alternativo, após secagem, ser alvo de valorização energética. Esta invenção vem ainda colmatar uma falha existente no tratamento dos resíduos da indústria do azeite e da cortiça, solucionando um problema ambiental.
Este produto poder ser utilizado em centrais para cogeração de eletricidade e calor ou transformado em briquetes ou peletes para ser comercializado para o consumidor doméstico ou industrial.
 
 


“Processo de Aglomeração de Partículas dos Sectores da Madeira e da Cortiça”
Patente Nacional N.º 103 693
Pedido de Patente Internacional N.º WO2008114103
Investigador Responsável - João  Claro
O presente processo consiste num método de aglomeração de partículas dos sectores da madeira e da cortiça, nomeadamente, estilha de madeira, pó de fibras, pó de polimento e serradura ou serrim e aglomeração de partículas de cortiça, usualmente conhecidas como granulados de cortiça, pó de cortiça e “terras” (partículas da camada exterior das placas de cortiça). Este processo utiliza um sistema aglomerante constituído por um pré-polímero de polibutadieno com grupos terminais hidroxilo, um di-isocianato e, eventualmente, um catalisador, para a obtenção de aglomerados de cortiça e/ou madeira com novas características e com novas composições de partículas.  
 


“Processo de Aglomeração de Fibras de Madeira para a Produção de Placas ou Painéis de Aglomerado”
Patente Nacional N.º 103 702
Pedido de Patente Internacional N.º WO2008117138
Investigador Responsável - João  Claro
O presente processo consiste num método de aglomeração de fibras de madeira, para a obtenção de placas de aglomerado de fibras de diferentes densidades como por exemplo placas de média densidade (MDF) e placas de elevada densidade (HDF), que consiste numa impregnação e/ou pulverização das fibras com um pré-polímero de polibutadieno com grupos terminais hidroxilo, um di-isocianato e, eventualmente, um catalisador, seguida de uma prensagem a uma temperatura entre 30 a 90ºC, por um período que pode variar de 1 minuto a 3 dia. O sistema aglomerante utilizado é isento de formaldeído constituindo, assim, uma alternativa aos atuais aglomerantes à base de formaldeído e cumprindo os mais exigentes critérios ambientais.
Este processo visa a produção de placas de aglomerado de fibras de madeira que se traduzem num produto de melhor qualidade, com aplicações várias, tais como na construção e indústria do mobiliário.
  


“Processo de Produção de Biomassa a Partir de Resíduos e Efluentes Industriais, em Particular dos Sectores da Madeira, Cortiça e Celulose”
Patente Nacional N.º 103 739
Pedido de Patente Europeia  N.º EP 1995298
Investigador Responsável - João  Claro
O processo consiste num método que utiliza os resíduos dos sectores da madeira e da cortiça, nomeadamente pó de cortiça, “terras”, pó de fibras e pó de polimento de madeira e de serradura, que adicionados aos efluentes dos sectores da madeira, cortiça e celulose, gera produtos com elevado poder calorífico com aplicações para combustão, valorizado energeticamente através da queima em caldeira ou outras estruturas de aquecimento, nomeadamente na forma de briquetes ou granulados (“pelletes”) com aplicação para centrais de biomassa.
 


“Processo Biológico Aeróbio de Tratamento de Efluentes Agro-Industriais com Elevado Teor em Compostos Aromáticos Baseado na Aplicação de Microrganismos da Espécie Cândida oleophila”
Patente Nacional N.º 103 738
Investigador Responsável -  José Alcides Peres
O presente processo refere-se à aplicação da levedura Candida oleophila, microrganismo não filamentoso e não patogénico para o ser humano, no tratamento aeróbio de efluentes agroindustriais com elevada carga orgânica, nomeadamente os que contêm uma concentração mínima em compostos aromáticos de 100 mg/L, através do seu desenvolvimento em reatores, descontínuos ou contínuos ou em regime semicontínuo. Este processo visa diminuir o impacto poluente, dos referidos efluentes, em cursos de água e/ou em Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETARs) municipais, no caso de descarga em condutas de saneamento básico.
 


“Sistema de Medição das Propriedades do Solo”
Patente de Invenção Nacional Nº. 103 909
Pedido de Patente Mundial N.º WO20098497
Investigador Responsável -  António Luís Gomes Valente
O presente processo consiste num sistema de medição de diversas propriedades do solo: propriedades térmicas, condutividade elétrica, teor de água e fluxo de água. É essencialmente caracterizado por todos os componentes necessários ao controlo, à aquisição e ao processamento de dados de uma sonda multifuncional. Depois de processados os dados são mostrados num LCD (Liquid Crystal Display) ou enviados através de uma rede sem fios. Os referidos componentes compreendem sensores de temperatura, atuador de aquecimento, circuitos de aquecimento e processamento de sinal, sistema de comunicação sem fios, sistema de produção e armazenamento de energia e eletrónica de gestão.
Processo de Análise da Qualidade da Água Através da Projeção Estocástico-Dinâmica de Métricas de Ecossistemas Aquáticos numa Perspetiva Multiescala”
 
 
 
"Processo de Análise da Qualidade da Água Através da Projeção Estocástico-Dinâmica de Métricas de Ecossistemas Aquáticos numa Perspetiva Multiescala"
Pedido de Patente de Invenção Nacional Nº. 103 753
Investigador Responsável -  Edna Carla Sampaio
Este processo visa a projeção da qualidade da água através da análise da estrutura e da sua envolvente biofísica, composição e funcionamento dos ecossistemas aquáticos, possibilitando a obtenção de resultados de cariz físico-químico e biológico de modo expedito. Estes resultados permitem determinar de forma dinâmica e interativa o comportamento, no espaço e no tempo, de um ecossistema aquático sujeito a alterações naturais ou antropogénicas e ensaiar medidas corretoras ou minimizadoras dos fenómenos gerados pelas alterações referidas, nomeadamente alterações de uso do solo na árvore envolvente.
 

 
“Artefactos à base de resíduos industriais inertes e de argilas ou sub-produtos argilosos, processo para a sua obtenção e respetivas utilizações em construção civil” (Regime de Co-propriedade)
Pedido de Patente de Invenção Nacional Nº. 103 916
Investigador Responsável - Amândio Teixeira Pinto
O presente processo consiste em artefactos para a construção civil à base de resíduos industriais inertes, argilas naturais ou subprodutos argilosos, obtidos pelo método de ativação alcalina. Em condições otimizadas, obtêm-se corpos com adequada resistência mecânica e acrescida resistência ao ataque salino, aos ácidos e Às temperaturas elevadas obtidas em situação de incêndio. Foram selecionados e caracterizados diferentes resíduos industriais, incluindo poeiras e fios recolhidos nos sistemas de aspiração da produção de agregados leves de argila expandida ou de tijolos, lamas geradas na filtração de água potável ou no tratamento de efluentes de indústrias de anodização da alumínio, lama e finos gerados nos processos de corte e polimento de granito, casco de vidro de embalagens reciclado, em particular a fração contaminada com insolúveis e areia de fundição usada no molde de peças.
    

“Sistema Inteligente de Monitorização Contínua para Aplicação em Amortecedores”
Patente de Invenção Nacional Nº. 103 847
Pedido de Patente Mundial N.º WO2009048247
Investigador Responsável - Raul Manuel Pereira Morais dos Santos
O presente processo consiste num sistema de monitorização contínua para amortecedores através de um sistema sensorial, possibilitando o alerta do condutor relativamente ao seu estado. O sistema proposto fará parte do sistema electrónico de gestão do veículo ou máquina onde o amortecedor esteja acoplado, através de uma ligação com ou sem fios.
Pode ser integrado no amortecedor, ou pode ser acoplado no exterior do amortecedor, com apenas uma tomada de pressão interna, podendo obter energia a partir do sistema de alimentação do veículo ou máquina em que se encontra instalado, ou produzir a sua própria energia, nomeadamente através de conversores piezoeléctricos a partir das energias absorvidas pelo amortecedor.
 


“Método e dispositivo de medida de irradiância solar utilizando um painel fotovoltaico”
Patente de Invenção Nacional Nº. 103 923
Pedido de Patente Mundial N.º WO2009088310
Investigador Responsável - Raul Manuel Pereira Morais dos Santos
Um grupo de Investigadores do Departamento de Engenharias Trás-os-Montes e Alto Douro desenvolveu um dispositivo capaz de carregar baterias e em simultâneo medir a magnitude da radiação solar num painel solar, independentemente do regime de carga. Como resultado, o dispositivo funciona também como um sensor, produzindo um sinal elétrico que traduz a quantidade de radiação solar, uma funcionalidade que evita a utilização de um sensor específico. Este dispositivo é especialmente útil em pequenos dispositivos eletrónicos, principalmente os alimentados por pequenos painéis solares, para os quais saber o valor atual da magnitude da radiação solar é um parâmetro essencial. Para atingir esse objetivo, a energia elétrica transferida entre o painel solar e a bateria recarregável, recorrendo a um conversor de tensão contínua (CC-CC), é monitorizada através do próprio mecanismo de controlo (ligar/desligar) do conversor de tensão CC-CC.
 


“Processo de Análise e Previsão do Comportamento Estrutural da Vegetação”
Patente de Invenção Nacional Nº. 103 930
Investigador Responsável - Cláudia Patrícia Oliveira Fernandes
Com este processo pretende-se prever e analisar o impacto na vegetação de eventos naturais ou decisões humanas, recorrendo-se à análise das variáveis ambientais, biológicas e físicas das áreas em estudo e suas envolventes. Os resultados obtidos permitem determinar o comportamento estrutural da vegetação perante alterações e/ou perturbações ambientais ou antropogénicas, ao longo do gradiente temporal estabelecido, assim como projetar medidas que corrijam ou minimizem as referidas alterações.
 
 


“METODOLOGIA NÃO DESTRUTIVA E DISPOSITIVO PARA CALCULAR O VIGOR E A EXPRESSÃO VEGETATIVA DAS ARBÓREO-ARBUSTIVAS E SUAS APLICAÇÕES"

Pedido de Patente de Invenção Nacional Nº. 105163
Pedido de PCT Nº. PCT/IB2010/055592
Investigadores Responsáveis - ANA ALEXANDRA RIBEIRO COUTINHO DE OLIVEIRA
PAULA CRISTINA RIBEIRO COUTINHO DE OLIVEIRA
JOÃO PAULO FONSECA DA COSTA MOURA
A presente invenção refere-se a uma metodologia não destrutiva para determinar o Vigor e a Expressão Vegetativa das Arbóreo-Arbustivas conduzidas em formas pressas de superfície (e.g. videiras e actinideas), independentemente da variedade.
A metodologia consiste na aquisição de uma imagem digital, obtida no campo, que é submetida a um tratamento digital. Este tratamento permite identificar, localizar e isolar uma marca de referência, que irá permitir determinar a área de um pixel da imagem, e as varas, para calcular a área total das varas. Com base na área de um pixel, na área total das varas, no número de varas e na relação polinomial, entre a área média de uma vara e o peso médio de uma vara é determinado o vigor e a expressão vegetativa.
 
 


"RECIPIENTES INTELIGENTES PARA RECOLHA DE RESÍDUOS"
Modelo de Utilidade N.º 10331
Investigador responsável – João Manuel Pereira Barroso
A solução que se propõe nesta invenção passa pela utilização de um recipiente inteligente, de baixo custo, que permita otimizar a recolha deste tipo de resíduos. Este recipiente deve actuar autonomamente, transmitindo à empresa de recolha informação que indica que atingiu a sua capacidade limite e está, por isso, em condições de ser recolhido. Isto garante que quando o funcionário da empresa se desloca para recolher um recipiente, numa determinada morada, sabe garantidamente que irá recolher o recipiente cheio.
Estes recipientes são geridos por um sistema central desenvolvido para o efeito. A aplicação desenvolvida para a gestão central recebe a informação proveniente destes recipientes permitindo fazer uma gestão eficaz e o planeamento otimizado de rotas de recolha, o que leva a uma redução de custos. Esta arquitetura permite assim que o software de gestão central faça automaticamente a monitorização dos recipientes e elabore as rotas de recolha, com a visualização automática dos recipientes no mapa.
 


"MÉTODO PARA ESTIMATIVA DA IDADE DE ÁRVORES IDOSAS"
Patente Nacional N.º 104183
Investigador responsável – José Luís Lousada e Empresa André Soares dos Reis
Esta metodologia não se baseia na identificação e contagem dos anéis de crescimento, ou na análise de radiocarbono da madeira formada nos primeiros anos de vida da árvore, mas sim através de um parâmetro dendrométrico do tronco das árvores (traduzido por exemplo pela dimensão do raio, diâmetro ou perímetro do tronco), com o qual a idade está bem correlacionada. Neste caso, mesmo que a árvore já não conserve a totalidade dos anéis de crescimento, como os mais recentes estão localizados no exterior do tronco e os que vão sendo destruídos são os que estão no interior, a árvore ao crescer vai sempre aumentando de raio, diâmetro ou perímetro, o que permitirá, então, através duma função matemática elaborada para o efeito, estimar a idade em função da dimensão do tronco.
 
 
 
 


“MÉTODO DE ANÁLISE E GESTÃO DO CRESCIMENTO E PRODUÇÃO DE POVOAMENTOS FLORESTAIS ATRAVÉS DE MODELOS AUXO E BIOMÉTRICOS”

Patente Nacional N.º 104288
Investigador responsável – João Paulo Carvalho Fidalgo
O presente invento permite determinar o modo de gestão mais adequado com vista a otimizar o crescimento e produção florestal. Fornece e otimiza diferente informação biométrica para povoamentos florestais ou outro tipo silvícola, além de indicadores económicos e financeiros de decisões de gestão florestal tomadas.
A implementação do presente processo baseou-se nos seguintes desenvolvimentos:
- Estudo e criação de modelos auxométricos e biomatemáticos específicos, com vista a fornecerem estimativas biométricas, de crescimento e de produção florestal;
- Estabelecimento de inter-relações de funções e variáveis para análise programática e fornecimento de resultados necessários à sua utilização em gestão florestal e ecológica;
- Criação de uma plataforma interface.
 
 


“Estabilização de solos por activação alcalina”
Patente Nacional N.º 104421
Investigador responsável – Bruno Nogueira
A corrente invenção refere-se a um processo de estabilização de solos por ativação alcalina (AA) recorrendo à adição de cinzas volantes de alto teor em cálcio, cinzas do tipo C (ASTM, 1999) e a um ativador alcalino composto por hidróxido de sódio e silicato de sódio em solução aquosa, que promovem em determinadas composições estequiométricas reações de formação de fase que se traduzem em sistemas ligantes, que dotam os solos assim estabilizados, com algumas características adicionais e superiores às detidas inicialmente.
Após os mecanismos reativos é possível obter, em condições otimizadas de cura e mistura, um material com elevada resistência à compressão e baixa expansibilidade volumétrica, com variada aplicação em construção civil.
 
 


"PROCESSO PARA A OBTENÇÃO DE PRODUTOS DE RECICLAGEM DE RESÍDUOS DE VIDRO E DE LAMAS DE ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ÁGUA, RICAS EM ALUMÍNIO, E PRODUTOS ASSIM OBTIDOS" 
Patente Nacional N.º 104534
Investigador responsável – Amândio Teixeira Pinto
  O presente invento diz respeito ao aproveitamento de resíduos da indústria do vidro e das lamas de instalações de tratamento de água, ricas em alumínio, para a obtenção de produtos com aplicação na Construção Civil e noutras indústrias onde sejam exigidos materiais com estabilidade e a altas temperaturas e meios de levada acidez. O processo consiste na calcinação das lamas geradas nas estações de tratamento de água e mistura com resíduos da indústria do vidro, moagem conjunta dos dois produtos, preparação de um ativador alcalino e ativação alcalina das fases sólidas, podendo o produto obtido ser adicionalmente submetido a cura à temperatura ambiente. O produto que se obtém tem elevada resistência mecânica, e é resistente ao ataque salino, ao ataque por ácidos ou a temperaturas elevadas.
 
 


“PROCESSO DE OBTENÇÃO DE FIBRA DIETETICA DE COGUMELOS E RESPECTIVA FIBRA“
Pedido de Patente Nacional N.º 104691
Pedido de Patente Mundial N.º PCT/IB2009/055552
Investigadores responsáveis – Fernando Nunes e Ana Barros
A presente invenção refere-se a um processo de obtenção de fibras dietéticas de cogumelos obtidas a partir de resíduos de cogumelos e excedentes de produção de cogumelos.
Este processo visa o tratamento e valorização dos resíduos de cogumelos e excessos de produção de cogumelos, criando um produto com características adequadas a ser utilizado como ingrediente alimentar como fibra dietética.
O processo consiste na moagem e extração dos componentes não fibra dos resíduos de cogumelos e cogumelos com uma solução alcalina contendo peróxido de hidrogénio, que é enriquecido em fibra, com baixo valor calórico e com uma composição em polissacarídeos diferente das fibras obtidas a partir das fontes vegetais e de cereais usualmente utilizadas para a produção deste ingrediente alimentar.




“Método de Extracção e Amplificação do ADN de Vitis vinífera L. de vinho e sua utilização na detecção e quantificação de variedades de videira em mostos e vinhos”
Pedido de Patente Nacional N.º 104856
Pedido de Patente Mundial N.º PCT/IB2009/055612
Investigador responsável – Paula Lopes
A presente invenção enquadra-se em duas áreas distintas, a da sua aplicação, na área vitivinícola, uma vez que abrange todo o processo de vinificação desde a videira (folha e bago), passando pelo mosto até ao produto final, o vinho, posterior engarrafamento e certificação e também na área da genética molecular, em cujo âmbito se desenvolveu o presente método de extração e amplificação do ADN de Vitis vinífera L. de vinho, minimizando e/ou eliminando a presença de contaminantes e apresentando um rendimento elevado.
Na produção de vinhos podem ser introduzidas uma ou mais variedades, geralmente identificadas no rótulo. No entanto, para além destas é autorizada a inclusão de outras variedades, em percentagens permitidas por lei, sendo que estes valores diferem de país para país. Este facto influencia o valor económico dos vinhos e até à data não existia nenhuma metodologia direcionada para a deteção e/ou quantificação de variedades de videira em mostos e vinhos de modo a controlar esta prática, o que favorece as ações fraudulentas na indústria vitivinícola. Este método pode ser implementado como sistema de rastreabilidade sendo por isso útil para os produtores, distribuidores e consumidores de modo a garantir a origem do produto, detetar fraudes e rotulagem enganosa, surgindo assim como a solução perfeita, uma vez que, ao permitir a extração de ADN de videira a partir de mostos e vinhos monovarietais, varietais e comerciais, vai viabilizar a deteção e consequentemente a quantificação de diferentes variedades de videira em mostos e vinhos.
 
 


"PROCESSO DE OXIDAÇÃO UTILIZANDO CATALISADORES HÍBRIDOS DE VANÁDIO PARA A CONVERSÃO SELECTIVA DE CICLO-HEXANO EM CICLO-HEXANOL E CICLO-HEXANONA"
Pedido de Patente Nacional N.º 104862
Pedido de Patente Mundial N.º PCT/IB2009/055665
Investigador responsável – Pedro Tavares e Gopal Mishra
A inovação consiste na utilização de catalisadores híbricos de complexos de Vanádio verdadeiramente ancorados aos suportes. Estes catalisadores permitem uma conversão melhorada do ciclo-hexano, com elevada seletividade dos produtos de reação correspondentes, ciclo-hexanol e ciclo-hexanona, através do dioxigénio (O2), oxidante barato, disponível no ar, sob condições de reação moderadas, quer na presença ou na ausência de ácidos heterocíclicos. O principal objetivo da presente invenção é o melhoramento dos processos de oxidação do ciclo-hexano.
 
 


“Sistema de gestão de parques de rua baseado em GPS”
Pedido de Patente Nacional N.º 105024
Investigador responsável – João Manuel Pereira Barroso
Nesta invenção é proposta uma solução para os parques de estacionamento de rua nos centros urbanos, evitando os problemas tipicamente associados com os parquímetros, vandalismo e fuga ao pagamento. Esta proposta viabiliza também a criação de mais-valias para o utilizador, tais como saber previamente a taxa de ocupação de determinada zona ou mesmo saber de lugares de estacionamentos livres em determinada área.
 
 


“CATALISADORES DE LIGAS DE PALÁDIO PARA CÁTODOS DE PILHAS DE COMBUSTÍVEL E RESPECTIVO MÉTODO DE PRODUÇÃO”
Pedido de Patente Nacional N.º 105193
Pedido de Patente Mundial N.º PCT/IB2010/055605
Investigador responsável – Maria Cristina Oliveira
O objetivo desta invenção é preparar um material catalítico para o cátodo de pilhas de combustível de baixa e média temperatura. O catalisador a desenvolver tem uma atividade catalítica igual, ou superior, à da Pt comercial, para a reacção de redução do oxigénio em meio ácido, uma boa tolerância ao metanol e um baixo custo de produção.
Este catalisador é constituído por uma liga entre um elemento metálico (Pd) e um elemento não metálico (P ou B). No processo de produção da liga o catalisador é depositado diretamente sobre papel de carbono por um método químico.
 
 


“Processo e instalação para a produção industrial de blocos, pastilhas e granulados a partir de 
resíduos de origem vegetal”
Pedido de Patente Nacional N.º 105275
Pedido de Patente Mundial N.º PCT/IB2010/055593
Investigador responsável – João Claro
A presente invenção refere-se a um processo e instalação para a produção industrial de blocos, pastilhas e granulados a partir de resíduos de origem vegetal, designadamente bagaço da azeitona e pó de cortiça. A instalação é genericamente constituída por uma linha de produção (5,6,8,9,14,14) controlada por uma unidade de controlo eletrónico (15), em que o sistema de mistura (5) faz a mistura homogénea da biomassa para obtenção da pasta a partir do bagaço de azeitona, do pó de cortiça e/ou de outros resíduos vegetais; depois um sistema de compressão mecânica (6) da pasta atua para redução da percentagem de humidade, segue-se a extrusão da pasta para a forma pretendida (por exemplo pellets ou briquetes), compreendendo a extrusora (7) um sistema de lâmina corte das peças de pasta extrudida para obtermos os pellets ou briquetes, obtidas depois de secagem num secador (9) de secagem em contínuo, que inclui chaminé de dissipação de vapor de água.
A invenção compreende ainda o produto produzido pelos referidos processo e instalação, geralmente na forma de blocos (briquetes), pastilhas (pellets) e granulado.
 
 


“METHOD AND DEVICE FOR ELECTROENCEPHALOGRAM BASED ASSESSMENT OF ANESTHETIC STATE DURING ANESTHESIA OR SEDATION”
Pedido de Patente Nacional N.º 105402
Pedido de Patente Mundial N.º PCT/IB2010/055569
Investigador responsável – Luís Antunes e Aura Silva
Esta invenção consiste num método e aparelho para monitorização da profundidade anestésica de animais submetidos a anestesia geral. Este método é baseado no registo do electroencefalograma (EEG) na superfície do crânio do animal durante a anestesia geral e sua análise e transformação num índice que reflete a profundidade anestésica e varia entre 100 (acordado) e 0 (profundidade máxima). Este índice é derivado do EEG através de um algoritmo desenvolvido e adaptado para espécies  animais. Este algoritmo é baseado em técnicas de análise de sistemas não-lineares para caracterização de padrões de EEG característicos de diferentes profundidades anestésicas. Assim, ao algoritmo “permutation entropy”, capaz de detetar efeitos dos anestésicos em planos mais superficiais, foi adicionado o algoritmo “tsallis entropy”, capaz de detetar a presença de padrões de EEG característicos de planos anestésicos mais profundos, como é o caso do padrão “burst suppression”. Os valores finais obtidos pela aplicação dos algoritmos na análise do EEG, foram adaptados às características do EEG dos animais, com base em centenas de EEGs recolhidos em várias espécies.
A inovação deste método reside na sua especificidade para espécies animais que não o homem e também numa maior robustez do método em comparação com métodos já existentes, o que permite a sua aplicação a uma variedade de espécies animais, com diferentes anatomias cerebrais.
O método será incorporado num monitor portátil que inclui também um amplificador, um conversor analógico-digital, e um microprocessador que fará um pré-processamento do sinal (filtragem digital e remoção de artefactos) e aplicará o método aqui descrito transformando o sinal eléctrico no índice, que será tranmitido num écrãn que faz parte do monitor para o utilizador. O sinal electroencefalográfico é transmitido para o monitor através de três eléctrodos colocados em contacto com o crânio do paciente.
Deste método fará também parte uma característica de contínua adaptação às espécies, em que os electroencefalogramas recolhidos pelos clientes serão automaticamente enviados pela web para a base de dados, juntamente com dados relativos à espécie animal, raça, idade e protocolo anestésico utilizado para contínua adaptação e melhoria do método.
 
 


“Isolation and characterization of yeasts: application in controlled processes of
volatile acidity bio‐reduction in wines”
Pedido Provisório de Patente Nacional N.º 105420
Investigador responsável – Alice Vilela Moura
O nível de ácido acético, principal componente da acidez volátil, é fundamental para a qualidade do vinho. Os enólogos têm vindo a utilizar um processo de refermentação, com o objetivo de diminuir a concentração de ácido acético em vinhos com acidez volátil elevada. Este processo consiste em misturar o vinho azedo com mostos frescos ou, alternativamente, na incubação do vinho com o bagaço resultante de uma fermentação alcoólica. Este método, embora de utilização frequente e de baixo custo pode causar efeitos inesperados e, por vezes, negativos, sobre os vinhos refermentados. Assim, um desafio para o desenvolvimento de novas soluções com vista à redução da acidez volátil de vinhos, é a seleção de leveduras com capacidade de refermentação de vinhos azedos, para utilização em processos controlados de desacidificação biológica.
 
 


"SISTEMA DE INFORMAÇÃO PARA ATENDIMENTO AO PÚBLICO"
Pedido de Patente Nacional N.º 105392
Investigador responsável –  Leonel Morgado e PT Inovação
A arquitetura aqui apresentada permite que uma equipa de funcionários de helpdesk possa proporcionar uma presença permanente em diversos pontos de contacto com suportes tecnológicos heterogéneos, sem que seja necessário a qualquer membro da equipa estar a assegurar essa presença. Por “presença” designa-se aqui a indicação aos utentes do serviço de que está um funcionário humano disponível para prestar atendimento.
Quando um utente utiliza o serviço de helpdesk através dessa presença, o contacto é encaminhado para um dos funcionários de forma transparente, sem revelar a identidade ou a individualidade do funcionário. Ou seja, o utente pode ser atendido em contactos sucessivos por funcionários diferentes, tendo contudo a indicação de estar a ser atendido sempre pela mesma presença. É igualmente possível que, em situações de quebra do canal de comunicação com um funcionário que está a proceder ao atendimento, um novo funcionário disponível seja atribuído ao mesmo, recebendo o histórico das comunicações efetuadas com o funcionário anterior e assumindo a continuação do atendimento de forma transparente (ou seja, sem necessidade de o utente ter perceção de que passou a ser atendido por uma pessoa diferente).
 
 


“Detector Electrónico de Monta”
Pedido de Patente Nacional N.º 105466
Investigador responsável – Pedro Mestre e Carlos Serôdio
O presente invento diz respeito a um sistema eletrónico de deteção de monta caracterizado por  utilizar etiquetas eletrónicas nas fêmeas (1), detetadas por um sistema portátil de leitura (2) ligado ao macho através de cintas de fixação (3), permitindo a deteção das tentativas de salto e da monta da fêmea por parte do macho, e a transmissão desta informação para posterior análise para um sistema de recolha de dados (4). As informações recolhidas pelo sistema são a identificação do macho, a identificação da fêmea, obtida a partir da etiqueta eletrónica (1), a hora do salto e a duração do mesmo. Indiretamente o invento apresentado permite detetar a ocorrência de estro nas fêmeas.
 


“Pervasive WSN based solutions applied to Health and Life-support systems”
Pedido Provisório de Patente Nacional N.º 105472
Investigador responsável – Pedro Mestre e Carlos Serôdio
This method  describes a pervasive solution for Health and Life-support based LBS context-aware services, based on the integration and fusion of sensors and wireless technologies. It is proposed the integration of IEEE 802.15.4, RFID, Bluetooth, 3G and CAN devices and protocols to provide biotelemetry and alarm signals. The alarm signals and default communications links are context-aware to the physical environment. Since the system is location context-aware it will be analysed several indoor location solutions based on propagation models and a novel approach based on "proximity" paradigm and opportunistic networks is presented. A range of tests were carried out in an indoor environment and the results corroborate that the proposed system is viable, adaptable to different scenarios and compliant to the health care applications.
 
 


“Estrutura Decorativa com Dispensador de Líquidos de Acção Mecânica e/ou Electromagnética para Pendurar na Parede”
Pedido de Patente Nacional N.º 105491
Investigador responsável – Vitor Monteiro
 O presente invento diz respeito a uma estrutura (10) decorativa com dispensador de líquidos de ação “mecânica e/ou eletromecânica para pendurar na parede com a incorporação de uma imagem com valor estético. É essencialmente caracterizada por se apresentar formada por um caixilho ou moldura em que as faces frontal (1), posterior (11) e laterais são revestidas por material que permita suportar a impressão ou decoração e os mecanismos para a sua operacionalidade, sendo a referida face frontal ou uma das faces laterais dotada de uma válvula (2, 7) dispensadora do líquido e a referida face posterior dotada de um mecanismo de abertura (3), a partir do qual, se acede a um recipiente de armazenamento do líquido (6) e um mecanismo de suporte (4) da estrutura à parede.
 
 


“Método para a Produção de Frutos e Vegetais Confitados e Frutos e Vegetais Secos Sem Sacarose com Utilização de Substituintes da Sacarose com ou sem Propriedade Funcionais”
Pedido de Patente Nacional N.º 105662
Investigador responsável – Fernando Nunes e Empresa Douromel
A presente invenção refere-se a um processo de produção de frutos e vegetais confitados sem sacarose por imersão dos frutos e vegetais previamente preparados em soluções de confitagem contendo substituintes da sacarose. Os substituintes da sacarose podem ter ou não outras propriedades funcionais para além do seu sabor doce. Os produtos confitados resultantes poderão ser sujeitos a processos adicionais de diminuição do conteúdo de água originando frutos ou vegetais secos sem sacarose com ou sem propriedades funcionais adicionais.
 
 


"Modelo de Avaliação de Desempenho Operacional, Económico e  Ambiental de Sistemas de Recolha de Resíduos Urbanos"
Pedido Provisório de Patente Nacional N.º 105741
Investigador responsável – Carlos Teixeira e Isabel Bentes
O presente método consistiu na conceção, construção e automatização de um modelo de avaliação de desempenho operacional, económico e ambiental de sistemas de gestão em baixa de resíduos urbanos (circuitos de recolha e zonas de limpeza urbana) e das metodologias de deposição e de recolha de fluxos e fileiras de resíduos (indiferenciados, papel/cartão, embalagens e vidro) existentes no sistema. A análise operacional e económica é suportada por indicadores de desempenho devidamente organizados e contextualizados. A avaliação ambiental é suportada por perfis ambientais, calculados através da aplicação da ACV. O perfil ambiental (categorias de impacte e eco-indicador99) avalia o impacte ambiental das operações de gestão, nomeadamente no que respeita à acidificação, eutrofização, aquecimento global, depleção de ozono e toxicidade humana, através da adoção parcial da metodologia CML-2001 e do Eco-indicador99.
O modelo de avaliação de desempenho desenvolvido foi implementado no Município do Porto com o objetivo de verificar a sua aplicabilidade; obter valores de referência para a gestão de resíduos urbanos e formular cenários de gestão ambiental da sua recolha.
Este modelo pode ser facilmente utilizado por diversas entidades, nomeadamente municípios, empresas municipais, operadores ou entidades gestoras, a nível nacional ou internacional.
 


"Método de Coloração de Rochas Ornamentais e Aglomerados Naturais e/ou Artificiais”
Pedido de Patente Nacional N.º 105790
Investigador responsável – Luís Sousa e Empresa Transgranitos
A presente invenção diz respeito a um método de coloração de rochas ornamentais e aglomerados naturais e/ou artificiais com duas cores em simultâneo, caracterizado por utilizar soluções corantes constituídas por ácido sulfúrico, sulfato de ferro, ferrocianeto de potássio, e um tratamento térmico para fixação das cores. Este método permite colorir granito de tonalidades claras, conferindo-lhe uma coloração homogénea, resistente à radiação solar e à lavagem pela água.
 
 


“Método de Produção de um Solo Artificial e sua Composição Baseada em Resíduo Orgânicos e Inorgânico”
Pedido de Patente Nacional N.º 105791
Investigador responsável – Luís Sousa e Empresa Transgranitos
A presente invenção diz respeito a um método de produção de um solo artificial, caracterizado pela utilização conjunta de resíduos orgânicos e inorgânicos. O resíduo orgânico utilizado poderá ser a lama resultante do processo de tratamento das águas residuais (lama de ETAR). Os resíduos inorgânicos utilizados comportam rocha meteorizada, resultante das operações de exploração de pedreiras (saibro), e o resíduo resultante das operações de serragem e corte de rocha em unidades de transformação (lama de serragem). Este método permite obter um substrato (solo artificial) com boas características para recuperar áreas degradadas pela exploração de pedreiras ou para ser utilizado em zonas onde o solo não apresenta as melhores características para a instalação de espécies vegetais.
 
 


"Aplicação de Extratos de Sumagre (Rhus coriaria L.) como Agente Fitoquímico”
Pedido Provisório de Patente Nacional N.º 105816
Investigador responsável – Eunice Bacelar, Ana Sampaio e Ermelinda Silva
A presente invenção refere-se à aplicação de extratos provenientes da planta Rhus coriaria L., no controlo de microrganismos fitopatogénicos. A aplicação destes extractos permite combater a infeção promovida por Fungos e Oomycetas causadores de fitopatologias em culturas como por exemplo: vinha, batata, prunóideas, pomóideas, hortícolas, ornamentais e relvados. De acordo com esta invenção os extratos da planta R. coriaria podem ser aplicados para controlar infeções em plantas. 
 
 


“Modelo, Processo  e Dispositivo para a Avaliação da Mobilidade/Acessibilidade em Áreas Urbanas”
Pedido Provisório de Patente Nacional N.º 105837
Investigador responsável – António Cunha e João Varajão
A invenção destina-se à caracterização assistida em termos de mobilidade/acessibilidade de percursos. No entanto pelas suas características e elementos pode ser aplicada à avaliação de: qualquer tipo de percurso que se pretenda caracterizar; situações com potencial de risco; avaliação de outras características ambientais; exploração de pisos convencionais e não convencionais (exploração aeroespacial); simulação em termos de mobilidade/acessibilidade; planeamento de percursos; educação e formação; apoio técnico ao projeto de espaços, edifícios e equipamentos abrangidos e não abrangidos pela legislação e normativas de acessibilidade; fiscalização do cumprimento de especificações do projeto e em obra.
Este tipo de tecnologia também pode ter utilidade nas áreas do lazer e entretenimento, efeitos especiais em audiovisuais, realidade virtual e aumentada, assim como nos domínios científico, industrial, da engenharia, cultural, arqueologia, arquitetura, geologia, exploração planetária, ciência forense.